nsc
dc

Sul do Estado

Pichação em pedra mobiliza comunidade em Garopaba e autor pede desculpas: "vou apagar"

Caso aconteceu neste domingo (11) e contou com mobilização de populares e da PM

12/04/2021 - 08h46 - Atualizada em: 12/04/2021 - 13h25

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Pedra foi pichada e suspeito identificado pela PM em Garopaba
Pedra foi pichada e suspeito identificado pela PM em Garopaba
(Foto: )

Um homem de 30 anos foi identificado após pichar uma pedra na Praia da Ferrugem, em Garopaba, no Sul catarinense. Em um vídeo que circula nas redes sociais, o autor admite ter feito os traços, pede desculpas e diz que faria a limpeza do local. O caso aconteceu neste domingo (11).

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Segundo a Polícia Militar, após receber imagens e informações sobre a pichação, uma força tarefa que envolveu policiais, autoridades públicas e a comunidade atuou para identificar o homem.

— Eu fiz e vou apagar, ta bom? [...] Me arrependo muito — disse o homem ao ser questinonado pela pessoa que gravou as omagens. 

Natural de Porto Alegre (RS), ele responde a outros processos por pichação feitos no Rio Grande do Sul. O homem não foi preso, mas um boletim de ocorrência foi lavrado. Segundo a PM, até a noite de domingo o local permanecia pichado.

Pichar edificações ou monumentos tombados é considerado crime com previsão de aplicação de multa e até mesmo detenção de até um ano. A lei 9.605, contudo, não considera crime a prática de grafite criminosa.

Contudo, o texto diz que os grafites devem ser consentidos por proprietários no caso de locais privados ou ter autorização de órgãos competentes no caso de locais públicos.

Leia mais:

Entre “lockdown inverso” e “atendimento precoce”, SC descobre arma contra a Covid-19

SC soma 12 mil mortes por Covid-19 e registra 50 novos óbitos em 24 horas

Paulo Gustavo tem piora e estado de saúde é "crítico", diz marido

Colunistas