nsc
dc

Feminicídio

PM aposentado é preso suspeito da morte da ex-companheira em Tubarão

Polícia Civil cumpriu mandado na manhã desta segunda-feira

13/05/2019 - 11h10 - Atualizada em: 13/05/2019 - 11h35

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
(Foto: )

O suspeito de matar a ex-companheira Adriana Joaquim, em Tubarão, foi preso preventivamente na manhã desta segunda-feira. O homem de 55 anos se apresentou na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), onde prestou depoimento. Ele foi encaminhado ao 5º Batalhão em Tubarão, pois é Policial Militar aposentado. Adriana estava em casa e foi morta com dois tiros na tarde deste domingo.

Segundo a delegada Carolina de Campos Vicente de Bona Portão, responsável pelo caso, o homem não deu detalhes sobre o crime e apenas informou que estava em surto. Ele irá responder por feminicídio com aumento de pena de 1/3 por ter cometido o ato na frente do filho da vítima.

O velório da mulher de 45 anos começou por volta das 23h deste domingo. Familiares e amigos se despedem de Adriana na Capela São Judas Tadeu, em Barbacena, na cidade vizinha Laguna. Ela será sepultada na tarde desta segunda-feira no Cemitério Municipal de Laguna.

Com esse caso, chega a pelo menos 26 o número de feminicídios cometidos desde janeiro deste ano em Santa Catarina. O número é mais do que o dobro dos 11 casos registrados entre janeiro e 6 de maio do ano passado.

Colunistas