nsc

    Segurança

    PM chega a 100 mil fiscalizações de medidas restritivas durante a pandemia

    Agora, corporação se adapta para atender cidades de forma individualizada

    25/06/2020 - 12h22 - Atualizada em: 25/06/2020 - 12h24

    Compartilhe

    Por Juliana Gomes
    PM fiscaliza medidas sanitárias definidas em decretos
    PM fiscaliza medidas sanitárias definidas em decretos
    (Foto: )

    Desde o início da pandemia, 100 mil fiscalizações foram feitas pela Polícia Militar em Santa Catarina, para avaliar o cumprimento das restrições de atividades e de isolamento social definidas em decretos estaduais para evitar o coronavírus.

    Neste período, 1,7 mil estabelecimentos foram notificados e 76 foram interditados pela corporação, como explicou o comandante geral da PM, coronel Dionei Tonet em entrevista ao Notícia na Manhã desta quinta-feira (25).

    - Hoje, controlamos a Polícia Militar no estado inteiro com diversos aplicativos de inteligência artificial que nos permitem ter a exata noção de tudo que acontece. Quando chega o decreto de 17 de março, a partir do dia 19 já tínhamos todos os policiais militares com as informações nos seus tablets, já estavam prontos para começar a fiscalização - afirmou.

    Ouça entrevista:

    Além do trabalho de fiscalização, a PM atende ocorrências denunciadas ao 190 ou pelo aplicativo PMSC Cidadão. Após essas denúncias, 42 pessoas foram presas em razão do descumprimento das medidas restritivas, dentro de um total de 5,9 mil ocorrências relacionadas ao coronavírus.

    - Começamos a criar protocolos de atendimento dentro do nosso sistema informatizado e acredito que nossa atuação é mais na proteção da vida do catarinense do que na fiscalização das suas atividades - ponderou o comandante-geral.

    Após o governo do estado passar a compartilhar decisões com os municípios para o combate ao coronavírus, a PM também se readapta para dar um atendimento individualizado a cada cidade.

    - Estamos trabalhando nisso, ajustando isso em cada um dos municípios catarinenses. Cada vez que um prefeito decide alterar o seu decreto, temos que reavaliar nosso protocolo de atendimento - declarou.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas