nsc
dc

Pandemia

PM irá à casa de pacientes com Covid-19 em Pinhalzinho para fiscalizar isolamento

O descumprimento das orientações de isolamento foi denunciado na cidade do Oeste de SC em desabafo de profissional de saúde que viralizou

05/03/2021 - 17h42 - Atualizada em: 05/03/2021 - 17h48

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Fiscalização PM coronavírus
Polícia Militar em SC segue também na fiscalização de estabelecimentos comerciais que descumprem as regras sanitárias
(Foto: )

Pacientes confirmados com Covid-19 que descumprirem o isolamento social poderão receber multa e até serem processados criminalmente no Oeste de Santa Catarina. A ação faz parte de uma força-tarefa envolvendo Polícia Militar, Polícia Civil, Vigilância Sanitária e Ministério Público na cidade de Pinhalzinho.

> SC registra 107 novas mortes por covid-19, maior índice de confirmações em 24 horas

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

O município de 20 mil habitantes virou assunto nacional após um áudio viralizar com o desabafo de uma profissional de saúde que encontrou no mercado a paciente que havia acabado de diagnosticar e orientar no posto de saúde.

O caso chamou a atenção para o desrespeito às regras de isolamento, que é visto pelas autoridades de saúde do município como algo que tem contribuído para o crescimento do número de casos de coronavírus na cidade.

- Vamos intensificar a fiscalização. O que acontece é que estamos identificando esses casos de Covid-19 em que a orientação é feita, o médico atende, orienta a ficar em casa, e as pessoas não estão cumprindo o isolamento. A Vigilância começou a apurar e identificamos que são várias pessoas que descumprem - explica o secretário de Saúde de Pinhalzinho, Cleomar Provenci.

Na prática, a força-tarefa vai começar com o trabalho da Vigilãncia Sanitária, que fará contato por telefone com os pacientes confirmados com Covid-19. Se houver qualquer sinal de desconfiança sobre o cumprimento do isolamento, a Polícia Militar será acionada e enviará uma guarnição ao endereço. Caso o descumprimento do isolamento seja comprovado, um termo circunstanciado será feito e encaminhado ao Ministério Público, que pode pedir a aplicação de uma multa e até a denúncia da pessoa criminalmente por descumprir regras sanitárias.

Além disso, o município também vai atuar com base em denúncias de outros moradores e rondas "aleatórias" da Polícia Militar, que visitará alguns endereços de pacientes confirmados para confirmar o isolamento.

As denúncias de descumprimento das regras sanitárias podem ser feitas pelos canais da polícia: número 190 da PM, aplicativo PMSC Cidadão, telefone 181 na Polícia Civil ou WhatsApp (48) 98844-0011.

Relembre o desabafo da profissional de saúde de Pinhalzinho:

Fiscalização estadual

A atuação da força-tarefa por enquanto é uma medida exclusiva de Pinhalzinho, mas outras fiscalizações dos órgãos de segurança permanecem em Santa Catarina, especialmente no fim de semana em que as regras de restrição seguem válidas em todo o Estado.

> Veja o que está proibido no 2º fim de semana de restrições em SC

Conforme a Polícia Militar, desde a última sexta-feira (26) foram 12.742 fiscalizações e 34 estabelecimentos comerciais interditados em SC, além de 517 notificações por irregularidades - uma média de 75 fiscalizações por hora. Nesse período, 21 pessoas também foram presas.

Leia também:

Um dia após dar à luz trigêmeos, mulher é intubada com a Covid-19 em Chapecó

6 fatos revelam o pior momento da pandemia para SC e Brasil

Colunistas