nsc

    Corrupção

    Polícia Civil apura desvio de lajotas da Operação Asfaltaço

    R$ 90 mil em materiais foram recuperados pela investigação

    18/11/2020 - 14h41 - Atualizada em: 18/11/2020 - 18h09

    Compartilhe

    Kadu
    Por Kadu Reis
    Lajotas foram devolvidas à prefeitura de Florianópolis
    Lajotas foram devolvidas à prefeitura de Florianópolis
    (Foto: )

    A Polícia Civil de Santa Catarina recuperou R$ 90 mil em lajotas pertencentes à prefeitura da Capital. Os materiais que fazem parte da Operação Asfaltaço estavam em posse de particulares na cidade de Paulo Lopes. A investigação é realizada pela 1ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção de Florianópolis (1ª DECOR).

    > Homem conhecido como "Rei dos Caixeiros" é preso em Joinville

    > Troca de corpos de bebês mortos em Chapecó é investigada pela polícia

    — Nós buscamos confirmar que as lajotas realmente eram do município de Florianópolis e nosso foco foi recuperá-las e devolvê-las. Confirmamos e apreendemos a lajotas, devolvendo para a secretaria de infraestrutura. As investigações continuam para a completa identificação dos envolvidos — afirma a delegada Isabel Fauth.

    Ouça a entrevista com a delegada Isabel Fauth, da 1ª DECOR:

    > SC tem 3 regiões em situação gravíssima e 13 com risco grave para coronavírus

    O inquérito policial foi iniciado após denúncia encaminhada por vereadores da Capital. A informação de que lajotas retiradas da Operação Asfaltaço, da prefeitura, estavam em Paulo Lopes foi confirmada pela Polícia Civil. Um dos parlamentares que noticiou o fato, Maikon Costa (PL), celebra a restituição dos materiais.

    — Essa denúncia chegou para o vereador Pedrão e verificamos a necessidade de apuração. Fomos a campo e fiscalizamos, encaminhando os elementos à DECOR, junto do vereador Lela. Registro minha gratidão à Polícia Civil em nome da delegada Isabel e dos demais pertencentes à instituição — pontua o vereador de Florianópolis.

    Ouça a entrevista com o vereador Maikon Costa (PL):

    As investigações da Polícia Civil seguem até a completa identificação dos envolvidos na venda e compra. Os cinco mil metros quadrados de lajotas de cimento foram devolvidos pela Polícia Civil à prefeitura da Capital. O município informou que, através da Secretaria de Administração, abriu um inquérito administrativo para apurar o caso.

    > Pfizer diz que fez vacina contra Covid-19 com 95% de eficácia

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas