nsc
    dc

    Investigação

    Polícia Federal investiga tráfico de drogas em aviões da FAB

    Apuração aponta que sargento preso em 2019 na Espanha com 39 quilos de cocaína poderia integrar organização criminosa; 17 mandados foram cumpridos nesta terça

    02/02/2021 - 13h36 - Atualizada em: 02/02/2021 - 13h46

    Compartilhe

    Por Agência Brasil
    Sargento preso em 2019 na Espanha transportava cocaína em avião do modelo Embraer 190 (foto)
    Sargento preso em 2019 na Espanha transportava cocaína em avião do modelo Embraer 190 (foto)
    (Foto: )

    A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (2) a Operação Quinta Coluna, que investiga uma possível “associação criminosa que se utilizou de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para remeter drogas para a Espanha”.

    Em junho de 2019, um sargento que pilotava um avião da FAB foi preso por transportar 39 quilos de cocaína na aeronave, que na ocasião fazia parte da comitiva presidencial. Agora, a investigação aponta que outras pessoas de uma organização criminosa podem ter relação com o sargento detido por transportar as drogas.

    > Vacina russa Sputnik V tem 91,6% de eficácia; Chapecó quer comprar 20 mil doses

    De acordo com a PF, as investigações abrangem também a “lavagem de ativos” que teriam sido obtidos por meio dessa prática criminosa.

    Em nota, a PF informou estar cumprindo 15 mandados de busca e apreensão, além de dois outros mandados que “restringem a comunicação dos investigados e a saída do Distrito Federal”. Ainda segundo a PF, foi determinado, pela Justiça Federal do Distrito Federal, o sequestro de imóveis e de veículos dos envolvidos nesse esquema criminoso.

    “As investigações demonstram que, além do sargento preso na cidade de Sevilha, na Espanha, outras pessoas se associaram ao militar, de forma estável e permanente, para a prática do crime de tráfico ilícito de drogas, tendo sido apresentados à Justiça elementos que indicam pelo menos mais uma remessa de entorpecente para Espanha”, diz a nota da PF.

    Sobre o crime de lavagem de dinheiro, as investigações apontam “diversas estratégias do grupo criminoso para ocultar os bens provenientes do tráfico de entorpecentes, especialmente a aquisição de veículos e imóveis com pagamentos de altos valores em espécie”.

    > Os detalhes da prisão do militar que carregava 39 kg de cocaína em avião da FAB

    Contatada pela Agência Brasil, a FAB informa já ter instaurado um inquérito policial militar para apurar o caso do sargento detido no aeroporto de Sevilha, na Espanha, em 25 de junho de 2019, e que este “foi concluído dentro do prazo”. “Os autos foram encaminhados para a Auditoria Militar competente, que enviou para o Ministério Público Militar, a quem coube oferecer a denúncia, estando a ação penal em curso, conforme determina o Código Processo Penal Militar”, informou a FAB por meio de seu Centro de Comunicação Social.

    “A Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal atuaram conjuntamente desde o início das investigações e, na data de hoje, militares apoiaram o cumprimento de diligências necessárias ao prosseguimento da investigação de crimes de competência daquela força policial”, complementa a nota enviada à Agência Brasil.

    > Operações contra fraude em licitações cumprem mandados em cidades de SC e PR

    > Saiba o que fazer em caso de CPF e dados vazados na internet

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas