nsc

publicidade

Investigação

Polícia quer saber como ocorreu queda de menina de 7 anos de prédio em construção em Balneário Piçarras

Perícia deve ficar pronta em 20 dias; laudo deve indicar o local da queda da criança, que morreu no domingo na cidade do Litoral Norte de Santa Catarina

21/10/2019 - 17h20 - Atualizada em: 21/10/2019 - 18h18

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Brenda Letícia da Silva era natural de Jaraguá do Sul
Brenda Letícia da Silva era natural de Jaraguá do Sul
(Foto: )

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar as circunstâncias da queda de uma criança de 7 anos, morta na tarde de domingo (20). Ela caiu de 18º andar de um prédio em construção em Balneário Piçarras, no Litoral Norte de Santa Catarina.

A investigação trata o caso como um acidente e suspeita que a menina, identificada como Brenda Letícia da Silva, tenha caído dentro do poço do elevador. A perícia foi realizada nesta segunda-feira (21), mas o laudo pode demorar cerca de 20 dias para ser concluído pelo Instituto Geral de Perícias (IGP).

Segundo o delegado regional de Itajaí, Márcio Colatto, as testemunhas já estão sendo ouvidas, para esclarecer todas as dúvidas que possam surgir durante as diligências.

— A gente acredita que tenha ocorrido um acidente, mas não sabemos ainda se a menina escorregou, se ela se distraiu ou se foi um empurrão. Vamos esclarecer tudo isso durante a investigação — afirmou.

Ainda conforme Colatto, todas as pessoas que estavam no local devem ser ouvidas, assim como os técnicos da construtora responsável pela obra.

O que diz a construtora

De acordo com a advogada da Cill Construtora, responsável pelo obra, Carolina Pinto Figueiredo, o pai da criança é funcionário de uma empresa terceirizada, que trabalhava na colocação do piso no prédio.

Ele teria levado a família para visitar o edifício, de acordo com a polícia. Além do pai, estavam no local a mãe da criança, uma cunhada e outra criança, com quem a menina estaria brincando no momento do acidente. A criança era natural de Jaraguá do Sul.

Leia também

"Foi a hora mais longa da minha vida", diz bombeiro que teve a filha levada por ladrão em assalto no RS

Mãe de menino desaparecido há 15 anos em Barra do Sul ainda espera por respostas

Polícias Militares resgatam criança engasgada em Itajaí: "Salvar uma vida é gratificante"

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade