nsc
hora_de_sc

Flagrante

Policial militar é preso com munições clandestinas em Florianópolis

Segundo o MP, há indícios de que policial tenha desviado munições da própria corporação

20/01/2020 - 13h09 - Atualizada em: 20/01/2020 - 13h50

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Polícia Militar
(Foto: )

Um policial militar do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) foi preso em flagrante em Florianópolis durante operação de busca e apreensão em sua casa. O caso aconteceu na quarta-feira (15), mas só veio à tona na manhã desta segunda (20) após divulgação do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Conforme o TJSC, a polícia encontrou 20 munições clandestinas e medicamentos de uso controlado na casa do policial militar. De acordo com o Ministério Público, há indícios de que as munições tenham sido desviadas pelo agente da própria corporação onde ele atua. O policial é suspeito de posse de munição de uso permitido, posse de munição de uso restrito e peculato.

Ainda segundo informações do TJSC, o policial foi solto na quinta-feira (16) após audiência de custódia realizada na Vara de Direito Militar da comarca da Capital. Mas a Justiça determinou o afastamento do policial do serviço operacional da Policial Militar, suspendeu seu porte de arma e o obrigou a comparecer mensalmente em juízo.

Em sua decisão, o juiz Renato Mastella considerou que, "embora grave a conduta", não havia a presença de elementos necessários para a decretação da prisão preventiva e, por isso, decidiu pela soltura. Mastella ressaltou que o indiciado é primário, tem endereço fixo e não responde a qualquer outra ação e desde o ingresso na corporação, em 2013.

"A soltura não tem o condão de implicar ameaça à ordem pública, tampouco inviabilizará a persecução penal ou a eventual aplicação da lei penal, de modo que a segregação é desnecessária", concluiu o magistrado.

*Com informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de SC

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Polícia

Colunistas