nsc

Posse de armas aumenta risco de feminicídios, alerta defensora pública

23/01/2019 - 12h29 - Atualizada em: 23/01/2019 - 12h57

Compartilhe

Por Redação CBN Diário

A Defensoria Pública de Santa Catarina alerta sobre a possibilidade de aumento no número de feminicídios, caso não se adote cautela na facilitação do acesso à posse de arma de fogo.

Para a defensora da capital Anne Teive Auras, as mulheres precisam conhecer os seus direitos para acessar a rede de proteção oferecida pela segurança pública.

Conforme Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o quinto país que mais mata mulheres no mundo. A cada dois minutos, uma mulher é vítima de arma de fogo no Brasil. Conforme a defensora, os agressores na maioria das vezes são ex-marido, namorado e até filho.

— Para denunciar e pedir ajuda, ela pode discar 180 ou procurar a Defensoria Pública em Florianópolis, que fica na Avenida Othon Gama Deça, 622. O telefone é o 3665-6370 — recomenda Anna.

Confira a entrevista completa:

Colunistas