nsc
an

São Francisco do Sul

'Possibilidade de encontrar vida é remota', diz bombeiro responsável pelas buscas aos pescadores desaparecidos

Como há apenas uma saída pequena do barco e eles estavam dormindo no momento do acidente, podem não ter conseguido sair do local

05/09/2013 - 05h35

Compartilhe

Por Redação NSC
Buscas foram retomadas na manhã desta quinta-feira
Buscas foram retomadas na manhã desta quinta-feira
(Foto: )

Quatro mergulhadores do Corpo de Bombeiros de São Francisco do Sul tentam encontrar o barco Vô João G., na manhã desta quinta-feira, no Litoral Norte de Santa Catarina. A missão deles é vasculhar o interior da embarcação, em busca dos cinco pescadores que desapareceram no naufrágio da madrugada de quarta-feira perto da ilha de Tamboretes.

Segundo o sargento Alexandre Lopes de Souza, quase não há chance de salvamentos.

- A possibilidade de encontrar vida é remota - disse.

O mestre da embarcação, Mário César Jacinto, informou aos bombeiros que dois dos cinco desaparecidos estavam no compartimento do barco onde estavam as camas. Como há apenas uma saída pequena do local e eles estavam dormindo no momento do acidente, podem não ter conseguido sair do barco. Outro pescador que ainda está desaparecido estaria na cozinha.

- Esperamos que algo flutue e que fique preso ao barco, para que possamos chegar no local exato - disse Souza.

::: Confira lista com nomes dos pescadores :::

Dos 17 homens que estavam no barco pesqueiro, 12 foram socorridos. Eles foram resgatados em um bote salva-vidas, que continha materiais de primeiros-socorros e kits de sobrevivência. Cinco pescadores ainda estão desaparecidos. As buscas recomeçaram na manhã desta quinta, com três equipes, pelo mar e pelo ar. Um barco partiu de Itajaí por volta das 3 horas da manhã e deve chegar à região no começo da manhã.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas