nsc
    an

    Turismo rural

    Prazeres e tradição na Estrada Dona Francisca em Joinville

    Roteiro oferece paisagem fascinante, produtos coloniais e passeios com interação com a natureza

    10/07/2013 - 02h03

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Max Eugênio Lütke serve a cachaça produzida há mais de 100 anos
    Max Eugênio Lütke serve a cachaça produzida há mais de 100 anos
    (Foto: )

    A pesar de estar entre a BR-101 e a SC-418, a Estrada Dona Francisca leva o visitante para a Joinville bucólica dos pastos com casas em enxaimel, dos alambiques de cachaça artesanal e dos deliciosos pasteizinhos e caldo de cana produzidos por lanchonetes da região.

    ::: Confira página especial sobre a série de reportagens :::

    Com vista privilegiada para a Serra Dona Francisca (SC-301), o roteiro satisfaz até mesmo os olhares mais exigentes. Do mirante, construído na metade da subida, o verde das matas fica aos pés de quem observa o Vale do Rio Seco.

    No começo do trajeto, os visitantes são atraídos pela Casa Krüger, onde funciona o Portal do Turismo Rural em Joinville. O local é parada obrigatória para quem deseja conhecer um pouco da tradição dos imigrantes alemães e da história da família Krüger.

    As paredes com pinturas originais, o assoalho de peroba e canela e gravuras da época de ocupação da região são marcas do fim do século 19.

    ::: Blog Retratistas: veja mais fotos do roteiro :::

    Alguns quilômetros à frente, os turistas têm a oportunidade de provar a cachaça artesanal e ainda conhecer o processo de fabricação do produto. Nos fundos da Pastelaria e Restaurante Max Moppi funciona um alambique há mais de cem anos.

    O dono, Max Eugênio Lütke, 31 anos, conta que em alguns barris há cachaça armazenada há oito anos. Com sabor suavizado pelo carvalho, a bebida se torna uma opção interessante para os dias de inverno. Na lanchonete, são servidos pastéis de variados recheios e caldo de cana, cardápio que já conquistou paladares da região.

    Próximo ao pé da serra, sob a vista do morro da Tromba, o Apiário Pfau proporciona a experiência de se sentir dentro de uma grande colmeia. Sob a copa fechada da astrapeia - espécie de árvore com flores ricas em néctar -, que atrai as abelhas, é possível ouvir os insetos.

    Confira a rota do turismo rural na Estrada Dona Francisca

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas