nsc
    an

    Brasileirão

    "Precisamos criar um fato novo", diz presidente sobre a demissão de Hemerson Maria

    Nereu Martinelli espera definir um substituto até esta sexta-feira

    04/06/2015 - 09h26 - Atualizada em: 04/06/2015 - 09h42

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Em 85 jogos pelo JEC, Hemerson Maria obteve 38 vitórias, 25 empates e 22 derrotas
    Em 85 jogos pelo JEC, Hemerson Maria obteve 38 vitórias, 25 empates e 22 derrotas
    (Foto: )

    Hemerson Maria não é mais o técnico do Joinville. O que já era esperado após a derrota por 2 a 0 para a Chapecoense foi confirmado no início da tarde desta quinta-feira, quando o superintendente de futebol do JEC, César Sampaio, transmitiu ao treinador a decisão da diretoria. O clube irá oficializar a demissão por meio do seu site oficial dentro de instantes.

    :: Confira as opções do JEC para substituir Hemerson Maria

    Hemerson Maria não resistiu ao péssimo início de Série A. Em cinco jogos, o time conseguiu apenas um empate. Contando com as últimas partidas do Campeonato Catarinense, são oito jogos consecutivos sem vitória.

    :: Confira a classificação da Série A

    Desde o dia de sua confirmação como treinador do JEC até a data de sua demissão, foram 542 dias no comando do Tricolor - o recorde de um técnico em uma única passagem pelo clube. Hemerson Maria era também o treinador do Brasil, entre as séries A e B, que estava há mais tempo à frente de uma equipe. Foram 85 jogos, com 38 vitórias, 25 empates e 22 derrotas - totalizando um aproveitamento de 54,5% dos pontos. Ele levou a equipe ao título da Série B e do Catarinense (embora este continue sendo contestado pelo Figueirense na Justiça).

    - É um profissional que temos que respeitar, que eu traria de volta para trabalhar no Joinville um dia. Mas precisamos criar um fato novo, oxigenar as coisas - afirmou o presidente Nereu Martinelli.

    Agora, a diretoria foca suas atenções para definir o substituto do treinador. O clube procura um técnico com experiência de Série A e que seja capaz de fazer uma mudança no vestiário da equipe.

    - O treinador que vier vai ter toda liberdade para mexer no elenco, dispensar jogadores - indicou.

    A diretoria tenta anunciar o nome do novo profissional até sexta-feira, mas não confirma se o treinador já estaria à frente da equipe no jogo contra o Corinthians, no sábado, na Arena. Neste caso, quem comandaria o time seria o auxiliar-técnico Claudiomiro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas