publicidade

Segurança

Prefeito de São José do Cedro pede interdição de Unidade Prisional 

Motivo seria irregularidade em construção e transtorno para moradores da vizinhança

18/07/2019 - 18h12

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Prefeito quer demolir prédio da Unidade Prisional de São José do Cedro
Unidade Prisional de São José do Cedro é alvo de ação da Prefeitura
(Foto: )

O prefeito de São José do Cedro, Plínio de Castro (PP), entrou no início desta semana com uma ação judicial para demolição da Unidade Prisional Avançada existente no município, além de uma liminar pedindo a interdição do prédio.

O motivo foi uma série de reclamações da população do bairro Jardim, pois a unidade está num bairro residencial, com registro de várias fugas e também mau cheiro, segundo o prefeito.

- A área era de uma antiga delegacia e como tinha algumas celas foi transformada em unidade prisional, depois foi ampliada mas não tem alvará de construção, projeto de impacto na vizinhança, licença ambiental e nem habite-se. Está tudo irregular. E se nós cobramos da iniciativa privada o Estado tem que dar o exemplo – disse.

Plínio de Castro disse que inicialmente a unidade era para comportar apenas 50 presos e agora está com mais de 100.

Ele afirmou que a justiça negou a liminar, que seria em caráter de urgência, mas que o município entrou com um recurso, denominado agravo de instrumento.

De acordo com informações da secretaria de Justiça e Cidadania do Estado, a unidade tem capacidade para 93 detentos e está com 102. Em contato telefônico com a unidade foi informado que o responsável pela unidade não estava e não foi repassado seu contato.

Nos bombeiros, a informação é de a unidade está em processo de regularização.

- A parte antiga estava regular mas a ampliação não. Fizemos uma vistoria e pedimos o projeto de ampliação. Também constatamos a falta de sistema hidráulico preventivo, pára-raio e sistema de alarme. Firmamos um procedimento de regularização no dia 9 de abril com prazo de 180 dias para conclusão. Estão dentro do prazo – disse o comandante dos bombeiros de São José do Cedro, sargento Ivair Ganzer.

Deixe seu comentário:

publicidade