nsc
hora_de_sc

Prefeitura Municipal de Florianópolis apresenta

Prefeitura de Florianópolis reduz fila de espera para vagas em creches municipais   

Déficit de vagas em Florianópolis diminuiu de 3.700 em 2017 para 1.100 neste ano graças à abertura de unidades em várias regiões da cidade 

04/02/2020 - 09h52 - Atualizada em: 04/02/2020 - 09h53

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Prefeitura de Florianópolis reduz fila de espera para vagas em creches municipais
(Foto: )

Os números são animadores: em 2017 a fila de espera por uma vaga em creches municipais de Florianópolis tinha 3.700 crianças. Neste ano de 2020, esse número caiu para dois terços do que era: 1.100 crianças, com a abertura de 1.200 novas vagas e a previsão de inauguração de unidades que as comunidades aguardavam há anos.

— Florianópolis já é referência em educação infantil, com 60% das creches em tempo integral e uma criação constante de novas vagas — informa o secretário-adjunto de Educação, Luciano Formighieri.

Em 2019, foram entregues três creches: o Neim (Núcleo de Educação Infantil Municipal) Anirson Antônio das Chagas, no bairro do Rio Tavares, com 230 vagas e um investimento de quase R$ 5 milhões, a unidade Professora Antonieta de Barros e a creche Machado de Assis. O ano de 2020 tem previsão da construção de novas unidades e em fevereiro sete novas creches entrarão em funcionamento.

Novas creches municipais em Florianópolis

As unidades serão inauguradas em todas as regiões da cidade: o Neim Sol Nascente vai beneficiar o bairro Monte Verde, o Neim Santa Vitória traz 180 novas vagas ao bairro Agronômica, o Neim Saco dos Limões vai poder atender até 200 crianças, o Neim Tapera traz novas vagas ao bairro e o Neim Morro do Horácio beneficia centenas de crianças da região do Maciço do Morro da Cruz.

Além dessas, também serão inaugurados o Neim do Morro do Céu e o Neim Red Park, no bairro Rio Vermelho. O secretário também destaca a creche Areias do Campeche, cuja ordem de serviço será assinada fevereiro, com obras que devem começar em seguida.

Ainda conforme o secretário, além da construção de espaços físicos que promovam bem-estar aos alunos, há também uma preocupação com a qualidade do atendimento. Por isso, além da qualificação, os professores vão ter ferramentas como computadores em cada sala de aula para desenvolver atividades lúdicas com os alunos.

— Precisamos olhar para a educação das novas gerações, que são o futuro da nossa cidade. As creches estão modernas e equipadas com tudo que os pequenos precisam para seu bem-estar nos núcleos de educação — destaca o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

Lista de espera

Em 13 fevereiro de 2019, a lista de espera para uma vaga nas creches municipais de Florianópolis chegou a ter 606 crianças. No entanto, dois depois, o número saltou para 1.458. A Secretaria de Educação atribui o aumento repentino a diferentes fatores, como a chegada de novos moradores à cidade, o nascimento de crianças e a percepção da sociedade quanto à melhora no ensino, o que faz com que os pais busquem tirar as crianças das creches particulares ao conseguir uma vaga na rede pública.

— Nosso desejo é zerar o número de vagas, embora saibamos que isso é praticamente impossível. Assim que essas vagas que estão nas filas forem preenchidas, começa uma nova demanda, de pessoas que estão em creches particulares e que vão tentar migrar para as creches públicas. Mas nosso trabalho está sendo feito, e com qualidade não apenas de construções e instalações físicas, mas também de atendimento — comenta o secretário.

(Foto: )

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Especiais Publicitários

Colunistas