As 71 metas para melhorar a mobilidade, o turismo, a saúde e a educação de Florianópolis foram assinadas na tarde da sexta-feira pelo prefeito Cesar Souza Júnior e entregues à câmara de vereadores para que se transforme num projeto de lei.

Continua depois da publicidade

O plano de metas faz parte do movimento Floripa Te Quero Bem, liderado pelo Grupo RBS, instituto Guga Kuerten, Instituto Comunitário Grande Florianópolis (ICom) e Instituto Vilson Groh (IVG). Ele partiu de um relatório feito pelo movimento, que identificou as principais fragilidades da cidade em quatro áreas e, em 2012, entregou o documento aos candidatos à prefeitura.

Todos, inclusive o atual prefeito da cidade, Cesar Souza Júnior, assinaram o compromisso de tirar do papel soluções para os problemas da cidade. Após cinco audiências públicas em diferentes regiões da cidade, a prefeitura elaborou o plano de metas.

Floripa Te Quero Bem

Continua depois da publicidade

O movimento Floripa Te Quero Bem surgiu em novembro de 2011, um mês após entrevista de Guga Kuerten ao Diário Catarinense, quando levantou a possibilidade de ir embora da cidade devido à redução da qualidade de vida.

A declaração levou à realização do Painel RBS, que promoveu um debate sobre o futuro da Capital. Em 2012, a campanha temporária se transformou em um movimento liderado pelo Grupo RBS, Instituto Guga Kuerten, Instituto Comunitário Grande Florianópolis (Icom) e Instituto Vilson Groh (IVG).

::AS METAS::

::Eixo 1: Compromisso social::

– Ampliar 4.000 vagas no ensino infantil, construindo 26 novas creches.

– Permitir matrícula em período de verão em 20 creches.

– Aumentar para 6.4 o IDEB das séries iniciais e 5.2 nas séries finais do ensino fundamental

– Construir 2 CIEB´s (Centro de Inovação da Educação Básica).

– Oferecer 3 mil vagas no ensino fundamental integral

– Construir 44 academias de ginásticas e oferecer instrutores

– Criar serviço Remédio em Casa

– Construir oito e reformar 20 centros de saúde

– Criar duas UPAs da Criança

– Construir 500 moradias sociais

– Criar conselho tutelar no Sul da Ilha

– Aumentar em 30% efetivo da Guarda Municipal

– Expandir a Cobertura de Saúde da Família para 95%, no município de Florianópolis até 2016.

– Implementar o projeto Saúde do Trabalhador, mantendo equipes de Saúde da Família itinerantes nas escolas.

Continua depois da publicidade

– Atender 85% dos exames e consultas especializadas em um prazo inferior a 90 dias.

– Criar o serviço SOS Social, para a proteção de pessoas em situação de risco.

– Ampliar o sistema de proteção social.

– Implantar o Projeto Viva Terceira Idade.

– Realizar 15.000 abordagens de fiscalização de trânsito (Lei Seca).

::Eixo 2: Desenvolvimento da Cidade::

– Construir o teleférico no Morro da Cruz

– Construir a ciclovia da Osni Ortiga

– Construir Anel Viário em volta ao Morro da Cruz, com faixa preferencial de circulação de ônibus. (BRT + CICLOVIA)

– Construir elevado do Rio Tavares

– Revitalizar a Ivo Silveira ( BRT + CICLOVIA)

– Revitalização da Rua Padre Rohr.

– Ampliar a integração com cartão nos pontos de ônibus.

– Montar a Central de Inteligência do Trânsito para monitorar em tempo real o sistema de trânsito da cidade

– Revitalização do Terminal de Capoeiras, para integração do transporte intermunicipal

– Implantação do AquaVia Gastronômica propiciando transporte para Lagoa, Costa da Lagoa e Barra da Lagoa

Continua depois da publicidade

– Construir um crematório

– Aumentar para 65% a cobertura no saneamento básico

– Regularização fundiária de dois mil terrenos

– Revitalizar o entorno da Ponte Hercílio Luz

– Revitalizar a Orla do Bairro José Mendes

– Criar ciclofaixas de domingo em ruas de lazer

– Projeto Viva Praça, construindo 26 praças

– Requalificar o Centro Histórico

– Revitalizar o aterro da Baía Sul

– Ampliar 20 quilômetros do sistema cicloviário

– Construir uma capela mortuário no Continente

– Reestruturar o Procon do Continente

– Construir o Mercado Público do Continente

– Fazer 48 edições do Empreendedor no Bairro

– Capacitar 10 mil pessoas para empregabilidade

– Criar serviço de inspeção para certificar produtos de origem animal

– Criar quatro núcleos de oportunidades

– Aumentar o número de feiras de artesanatos

– Disponibilizar 500 barracas de feiras padronizadas

– Criar o selo de ônibus do turismo

– Desenvolver marca turística da cidade

– Fazer quatro eventos anuais: Fenaostra, Evento Náutico, Festival de Inverno e Natal

– Criar duas centrais de atendimento ao turista

– Disponibilizar 20 banheiros químicos em pontos turísticos

– Criar observatório do de monitoramento do turismo

– Manter e fortalecer a Maratona Cultural

– Promover concursos para fomentar 189 projetos de artistas locais de todos os 16 segmentos reconhecidos pelo Conselho Municipal de Cultura.

– Consolidar a sustentabilidade ambiental no município de Florianópolis por meio do Licenciamento Ambiental .

– Aumentar para 20% o percentual de resíduos destinados para reciclagem.

– Ampliar em 23,81% a frota de veículos de limpeza.

– Implantar duas novas centrais de beneficiamento dos resíduos de podas.

– Expandir a coleta seletiva de vidro utilizando a rede de eco pontos em todas as regiões da cidade.

Continua depois da publicidade

– Implantar a rede de pontos de coleta para entrega voluntária de lixo – Ilhas Ecológicas.

– Ampliar em 10% da rede de parceiros para educação ambiental.

– Equipar as intendências com veículos, retroescavadeira e caminhões.

::Eixo 3: Governança::

– Descentralizar a estrutura do Pró-cidadão.

– Implantar o Portal Prefeitura em Casa.

– Criar o Conselho da Cidade.

– Criar o Gabinete Digital

– Realizar quatro edições do Orçamento no Bairro.

– Realizar 80 edições do Prefeitura no Bairro.

– Alocar equipe de Guardas Municipais para realizar 30.000 reuniões e visitas às escolas municipais.

Destaques do NSC Total