nsc
dc

Catarinense

Presidente do Criciúma é suspenso por 45 dias por ofensas à Federação

Tribunal de Justiça Desportiva reduziu pela metade a pena aplicada no primeiro julgamento

20/02/2020 - 19h50 - Atualizada em: 21/02/2020 - 15h16

Compartilhe

Janniter
Por Janniter de Cordes
Quatro dos cinco auditores votaram pela suspensão de 45 dias
Quatro dos cinco auditores votaram pela suspensão de 45 dias
(Foto: )

O presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra, foi suspenso por 45 dias por críticas e ofensas à Federação Catarinense de Futebol. O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), em sessão na noite desta quinta-feira (20), reduziu pela metade a pena que havia sido imposta no primeiro julgamento. A multa de R$ 5 mil foi mantida.

Depois da derrota por 3 a 2 para o Juventus, em Jaraguá do Sul, pela segunda rodada do Campeonato Catarinense 2020, Dal Farra reclamou da arbitragem e disparou contra a Federação, a quem responsabilizou inclusive pelo rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro no ano passado:

— É um absurdo essa federação de m****. A Federação Catarinense rebaixou o Criciúma. Em sete jogos (da Série B) fomos roubados no ano passado. Agora de novo. É uma vergonha essa federação. Minha indignação é por este jogo, o anterior e o ano passado. A gente reclama, e não aguento mais. Não dão satisfação, nem resposta vem. Hoje foram dois pênaltis grotescos e ridículos.

No julgamento realizado dia 11, Dal Farra havia sido punido com 90 dias de suspensão. Pesou para a redução o fato de o dirigente ser réu primário. O relator do processo pediu 22 dias, mas os outros quatro auditores votaram por 45 dias de gancho.

Leia as notícias sobre o Campeonato Catarinense

Colunistas