publicidade

Saúde
Navegue por

Saúde

Problema no sistema Pronto provoca filas e suspensão de atendimentos em Blumenau

A instabilidade no programa utilizado nas unidades de saúde teria iniciado na segunda-feira. Todo o processo está sendo feito de forma manual

23/01/2019 - 13h26 - Atualizada em: 23/01/2019 - 17h57

Compartilhe

Adriano
Por Adriano Lins
Não há prazo para retorno dos agendamentos de consultas
(Foto: )

Um problema no Sistema Pronto — programa eletrônico utilizado nas unidades de saúde em Blumenau — tem causado filas, suspensão de alguns atendimentos e dificuldade na liberação de medicamentos desde a última segunda-feira. Na manhã desta quarta-feira, no AG do Garcia, na Rua Progresso, pacientes aguardavam além do normal para serem atendidos, pois todo o processo está sendo feito manualmente.

A instabilidade afeta os agendamentos de consultas, acesso aos prontuários, liberação de medicação, entre outros serviços de saúde prestados. Um casal de aposentados chegou a ser dispensado na unidade do Garcia, devido ao problema no sistema informatizado.

Aposentados João Borges e Nair Borges foram mostrar exames no AG do Garcia e não foram atendidos
Aposentados João Borges e Nair Borges foram mostrar exames no AG do Garcia e não foram atendidos
(Foto: )

João Borges e Nair Borges foram ao AG para mostrar os exames, um atendimento considerado eletivo, que não é tido como urgência e emergência. O casal mora no bairro Garcia e foi à unidade pela terceira vez nesta semana, sem conseguir o atendimento.

– Estivemos na segunda-feira por duas vezes e retornamos hoje (quarta-feira), mesmo sem agendamento, pois não estão fazendo. Chegamos por volta das 8h para mostrar os exames, e uma hora depois recebemos a notícia que não passaríamos pela consulta – comentou a aposentada Nair Borges, 69 anos, indignada, pois precisa pegar ônibus para ir até o AG.

Funcionários da Secretaria Municipal de Promoção da Saúde relataram à reportagem que todo o problema teria sido causado após a implementação de um módulo de controle de medicamentos, integrado ao Sistema Pronto. Durante a segunda-feira, a secretaria fez uma adequação do sistema informatizado, controle de estoque e organização das farmácias das unidades, algo que estava previsto desde dezembro.

João Pereira de 74 anos necessita de dispensação e aplicação de uma medicação de controle especial
João Pereira de 74 anos necessita de dispensação e aplicação de uma medicação de controle especial
(Foto: )

O aposentado João Pereira, 74 anos, necessita de dispensação e aplicação de uma medicação de controle especial todos os dias. Ele era um dos pacientes que estava aguardando a liberação dos remédios no AG do Garcia.

– O sistema está parado desde segunda-feira. Não sou só eu, mas muita gente está aguardando muito (tempo) nas filas. O medicamento que preciso não tem no posto, por isso vim aplicar aqui. É o cúmulo uma coisa dessas, a saúde é um direito de todos – desabafa o aposentado.

Segundo o diretor de Ações de Saúde de Blumenau, Winnetou Krambeck, a Secretaria Municipal de Gestão está avaliando qual problema teria ocasionado a instabilidade, além de trabalhar no restabelecimento do sistema.

– A orientação para as unidades é que o atendimento seja feito em prontuário físico, além da dispensação de medicamentos sem o uso do sistema. Estamos atuando desta forma para minimizar os problemas à população. Neste momento, o controle é feito de forma manual e posteriormente será feito o registro e inventário dessas medicações. Mas ninguém deve ser mandado embora sem atendimento – comenta Krambeck.

Na manhã desta quarta-feira, as unidades de saúde receberam um memorando com as orientações sobre os atendimentos. As orientações contemplam a dispensação de medicamentos sem o sistema, a utilização de prontuário de papel e a aplicação de vacinas com registro em prontuário físico até que o sistema seja restabelecido e as informações sejam digitalizadas.

Fila no AG da velha para entrega de medicamentos
Fila no AG da velha para entrega de medicamentos
(Foto: )

Como ficará o agendamento de consultas

Nesta primeira semana após o retorno das férias coletivas do funcionalismo municipal, o agendamento de consultas nas unidades de saúde já não estava sendo feito. A rotina seria retomada na próxima semana, segundo a secretaria. Porém, o problema apresentado no Sistema Pronto deve aumentar o prazo para o retorno dos agendamentos.

– O problema no sistema está afetando ainda mais os agendamentos que já não estavam sendo feitos. O paciente deve saber que a adaptação dos funcionários aos procedimentos manuais leva um tempo e isso pode demorar no atendimento. Algo que logo deve ser normalizado. Quanto às marcações de consulta, somente após o retorno do sistema informatizado – explica Krambeck.

A Secretaria de Comunicação foi procurada pela reportagem em busca de algum técnico da prefeitura para explicar o problema, mas até as 12h40min desta quarta-feira não havia se pronunciado sobre os problemas e o prazo para a normalização do programa.

As cidades que mais investiram em saúde em SC e as que menos gastaram por pessoa

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação