nsc

publicidade

Economia

Procon divulga lista com postos de combustíveis mais baratos de Criciúma, no Sul de SC

Diferença de preço pode chegar a 20% entre um estabelecimento e outro de acordo com o órgão

21/11/2018 - 12h03

Compartilhe

Por Redação NSC
Um total de 40 postos de combustíveis do município foram utilizados na pesquisa
Um total de 40 postos de combustíveis do município foram utilizados na pesquisa
(Foto: )

Um ranking com os postos de combustíveis que oferecem os preços mais baratos de Criciúma, no Sul de Santa Catarina, está sendo disponibilizado pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do município.

A pesquisa, realizada nesta terça-feira (21) em 40 postos de combustíveis, apontou postos nos quais a gasolina comum está sendo vendida a R$4,09, a aditivada pode ser encontrada a R$4,10, o Etanol a R$ 3,19 e o Diesel, a R$ 3,33 — a qualidade dos combustíveis, no entanto, não foi considerada na avaliação.

A diferença de preço entre os estabelecimentos com o menor preço e os locais que vendem os combustíveis mais caros foi de 5% para gasolina comum, 15% para aditivada, 17% no etanol e 20% no diesel de acordo com o Procon. A lista completa pode ser acessada no site do Procon de Criciúma.

A iniciativa, criada neste mês de novembro, tem como objetivo "identificar a diferenciação dos preços, incentivar a promoção da livre concorrência e coibir as práticas de infrações à ordem econômica no mercado, evitando a formação de cartel, incentivando os consumidores a consultarem os valores antes de abastecerem seus veículos", conforme divulgado pelo órgão por meio de nota.

O coordenador do Procon de Criciúma, Gustavo Colle, diz que a listagem irá contribuir para a coibição de práticas abusivas.

— Com a gradativa redução dos valores repassados pela Petrobrás nas últimas semanas, o Procon quer que essa redução também seja aplicada na bomba de combustível e seja repassada ao consumidor. Sabemos da livre concorrência, mas sempre vamos dar ênfase na proteção dos interesses dos consumidores quanto ao preço e ofertas dos produtos e serviços, conforme o Código de Defesa do Consumidor — afirma em nota.

Leia mais notícias de Criciúma e do Sul de Santa Catarina

Deixe seu comentário:

publicidade