nsc
    santa

    Investigação

    Professor de ensino religioso é afastado após suspeita de abuso sexual em escola de Gaspar

    Caso é investigado pela Polícia Civil da cidade

    19/02/2020 - 13h47 - Atualizada em: 19/02/2020 - 13h59

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Escola de Gaspar
    Escola de Educação Básica Luiz Franzói, no bairro Bateias, em Gaspar
    (Foto: )

    Um professor de ensino religioso foi afastado das funções em sala de aula após suspeita de abuso sexual em uma escola de ensino fundamental do município de Gaspar, no Vale do Itajaí. O abuso teria ocorrido na Escola de Educação Básica Luiz Franzói, que fica no bairro Bateias.

    Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura da cidade, o afastamento do profissional ocorreu nesta terça-feira (18), depois que a Secretaria de Educação soube que o professor havia sido denunciado pela mãe de uma aluna.

    A mulher teria registrado um boletim de ocorrência na segunda-feira (17) relatando que a filha, uma criança de 8 anos, contou ter sido acariciada pelo professor.

    A Polícia Civil confirmou que apura suspeita de abuso sexual em uma escola da cidade, mas não forneceu detalhes sobre o teor da denúncia. A delegada Rosi Serafim, responsável pela investigação, preferiu não dar entrevista.

    A assessoria da Prefeitura de Gaspar informou que abriu um processo administrativo para apurar a conduta do servidor e que, enquanto isso, ele permanecerá afastado da sala de aula, exercendo uma função administrativa.

    O diretor da escola, Aldo Antunes da Luz, contou que o professor atua há 3 anos na escola. Ele relatou que, na semana passada, a fachada da unidade foi pichada com uma acusação contra o mesmo profissional. O diretor defendeu que o caso seja investigado, mas afirmou acreditar na inocência do professor afastado, alegando suspeitar que ele "seja vítima de uma perseguição".

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas