Quatro pessoas foram presas em flagrante, investigadas por envolvimento no “golpe do bilhete premiado”. Eles são suspeitos de aplicarem o estelionato a uma idosa de 76 anos, que teve prejuízo de R$ 60 mil. As prisões ocorreram na segunda-feira (11), em Florianópolis.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Eles foram investigados pela Divisão de Combate a Estelionatos (DCE) do Departamento de Investigação Criminal da Capital, por pelo menos 20 dias. A apuração começou após a idosa sofrer o golpe e o prejuízo de R$ 60 mil.

Os policiais conseguiram identificar os veículos usados no crime, e após receberem informações sobre a presença de um dos carros em Florianópolis, localizaram os suspeitos no bairro Abraão, no Continente. Junto com eles estava outra mulher idosa.

Os quatro suspeitos do golpe do bilhete foram capturados e o veículo foi apreendido. Em seguida, outro carro identificado na investigação foi abandonado no mesmo bairro e apreendido pela Polícia Militar.

Continua depois da publicidade

Segundo a Polícia Civil, no momento da prisão, um dos detidos apresentou um documento falso, e outro tentou subornar os agentes.

Além dos carros, foram apreendidos aparelhos celulares dos envolvidos, inclusive um que teria sido usado no golpe 20 dias antes. Diversos bilhetes de loteria também foram encontrados. O grupo deve responder pelos crimes de estelionato contra idoso (tentado), associação criminosa, uso de documento falso e corrupção ativa.

Leia mais

SC é o Estado com mais golpes de estelionato em redes sociais no país; saiba como se proteger

Golpe do falso aluguel já fez 71 vítimas em Florianópolis neste ano; saiba como evitar

Golpistas virtuais que atuam em SC têm “linha de produção” e esquema sofisticado

Destaques do NSC Total