nsc
dc

Daniel Leipnitz

Quatro anos de conquistas, desafios e aprendizados na ACATE

Neste mês, encerro a minha gestão como presidente da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE)

25/05/2020 - 16h15

Compartilhe

Por Tech SC
henrique
(Foto: )

Neste mês, encerro a minha gestão como presidente da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE). Continuo atuando na ACATE, agora como integrante do Conselho Deliberativo. Com isso, abro o espaço para o novo presidente, Iomani Engelmann, que passará a escrever aqui quinzenalmente. Em meu último artigo, gostaria de destacar algumas importantes ações e conquistas dos últimos quatro anos.

Assumi a presidência da ACATE em junho de 2016 com o compromisso de promover a união e integração do ecossistema de tecnologia catarinense em todas a regiões do estado, trazer sustentabilidade financeira e serviços de alto valor, e expandir a atuação da ACATE nacionalmente e no exterior. No primeiro ano à frente da associação, lançamos o programa de inovação aberta LinkLab, que aproxima grandes empresas e startups.

Em 2017, participamos de missão a Israel, segundo melhor ambiente do mundo em inovação e tecnologia; inauguramos escritórios em São Paulo, para que suas associadas tivessem onde fazer negócios no maior berço de oportunidades do Brasil; auxiliamos na implementação do projeto de programação nas escolas municipais, com piloto sendo realizado em Florianópolis; ajudamos a construir o primeiro laboratório de inovação urbana da capital catarinense, um dos primeiros passos para fazer dela uma cidade inteligente.

Ainda em 2017, iniciamos o processo de fortalecimento dos polos regionais, de modo a empoderar o segmento de TI em todo o estado. Além disso, mudamos nosso nome, de Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia para Associação Catarinense de Tecnologia, nossa marca e posicionamento, para sermos conhecidos cada vez mais como um agente transformador do ecossistema de inovação de Santa Catarina.

No ano seguinte, em 2018, um dos principais marcos foi o lançamento do Observatório ACATE em parceria com a FIESC. A partir dele, lançamos o Panorama 2018, com dados atualizados do setor de tecnologia em Santa Catarina. Também foi ano em que a ACATE se tornou internacional, com a abertura de um escritório em Boston, nos Estados Unidos. O local é um ponto de apoio para que as associadas tenham onde fazer negócio no país e integra o programa ACATE International, que tem como objetivo fomentar a internacionalização das empresas catarinenses de tecnologia.

Outro grande destaque de 2018 foi a inauguração de dois Centros de Inovação na capital catarinense: o Downtown, no Centro e o ACATE Sapiens, no Norte da Ilha. Todos eles estão credenciados na Rede Municipal de Centros de Inovação, iniciativa nossa em parceria com a Prefeitura de Florianópolis.

Em termos de leis e incentivos ao setor durante a minha gestão, nos aproximamos do governo de SC e prefeituras municipais, participando ativamente na construção do decreto estadual que definiu a não incidência de ICMS sobre as empresas de software; na redução do ISS em São José; no Pacto pela Inovação em Joinville; no Conselho de Inovação de Chapecó; e na criação do movimento Floripa Conecta. Além disso, foi criado o Laboratório de Inovação do Governo de SC dentro do LinkLab Primavera.

O ano de 2019 foi muito especial para o setor de tecnologia catarinense. Tivemos grandes eventos nos quais a ACATE foi correalizadora e apoiadora. O movimento Floripa Conecta, que reuniu mais 100 mil pessoas em 60 eventos; o Startup Summit, com 4 mil participantes; e o Innovation Summit, com público de mil pessoas, todos esses no mês de agosto. Ainda em agosto, começamos a operação do StartLab, para atender as startups em fase inicial. Também inauguramos mais duas unidades do LinkLab em 2019, nas cidades de São José e Joinville. Atualmente, 31 corporates e 38 startups participam da rede LinkLab.

Outra grande conquista de 2019 foi a minha eleição como vice-presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (ANPROTEC), um reconhecimento do trabalho de excelência realizado para tornar o ecossistema catarinense referência nacional. O então vice-presidente de finanças da ACATE, Marcos Lichtblau, também foi nomeado como coordenador geral do Pacto Pela Inovação, um compromisso firmado em 2017 entre entidades públicas e empresas privadas de Santa Catarina para tornar o estado referência mundial em inovação.

Ao longo destes quatro anos, a ACATE recebeu diversos prêmios, como o de Melhor Hub de Inovação do país em 2018 e 2019 pelo Startup Awards; o MIDITEC foi eleito com uma das cinco melhores incubadoras do mundo segundo o UBI Global em 2018 e 2019, e obteve a certificação CERNE 2, sendo uma das sete primeiras incubadoras do país a ganharem este reconhecimento, das mais de 380 que existem. O ACATE Tech Report - lançado nos anos de 2016, 2018 e 2019, e em breve o de 2020 - em parceria com a Neoway, nos colocou em um novo patamar com uma infinidade de informações e conteúdo sobre o setor de tecnologia de todo o país, tornando-se uma referência de dados para os governos e imprensa.

Neste ano, começamos fortes, com a participação em duas missões internacionais com a presidência da república - Índia e Estados Unidos. No retorno dos Estados Unidos, encontramos o cenário mais desafiador de todos os tempos por conta da pandemia do coronavírus, porém a nossa rápida ação para a estruturação do Plano de Ação Covid-19 em sete eixos, com diversas iniciativas de apoio aos empreendedores, está surtindo efeito para as empresas de tecnologia conseguirem atravessar esse período. O lançamento do Fundo Garantidor ACATE, no mês de março, que oferece garantia de crédito para empresas de pequeno e médio porte, já foi solicitado por mais de 90 empresas e poderá alavancar até R$ 9 milhões nesta primeira fase.

A mudança é importante para oxigenação da ACATE. Quando nossa gestão assumiu, em 2016, tínhamos cerca de 630 empresas associadas, e atualmente são mais de 1.400. Vejo o aumento desse número como um reconhecimento das empresas do valor da ACATE para o crescimento dos seus negócios. Foram anos de muitos desafios, aprendizados, conquistas e alegrias. Sou muito grato por terem me proporcionado essa oportunidade, e saio com a tranquilidade de que a nova diretoria vai dar continuidade a importantes projetos de união do ecossistema.

Colunistas