nsc
    an

    Administração pública

    Quem é Álvaro Siebers, prefeito interino de São Francisco do Sul

    Mais conhecido como Álvaro da Farmácia, ele assumiu o cargo até as eleições suplementares após a cassação do mandato do prefeito e do vice-prefeito de São Francisco do Sul

    07/02/2020 - 16h46

    Compartilhe

    Cláudia
    Por Cláudia Morriesen
    foto mostra álvaro siebers posando para a foto com as mãos unidas sobre a mesa
    (Foto: )

    Desde a última quarta-feira (5), São Francisco do Sul tem outro nome à frente da prefeitura. Com a cassação de Renato Gama Lobo e Walter Berreta Júnior, respectivamente prefeito e vice-prefeito, pelo Tribunal Regional Eleitoral, o vereador Álvaro José Siebers (Cidadania) assumiu a prefeitura interinamente. Ele fica no cargo até que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) defina data para eleições suplementares — ou até o retorno de Renato e Walter, caso consigam anular a condenação determinada no último dia 30 de janeiro.

    Mais conhecido como Álvaro da Farmácia, Siebers era presidente da Câmara de Vereadores de São Francisco desde dezembro de 2019. Por isso, de acordo com a Lei Orgânica de São Francisco do Sul aprovada em 5 de abril de 1990, assumiu a prefeitura neste período de transição.

    Siebers é natural de São Francisco do Sul e tem 61 anos. Ele é sócio-proprietário da Farmácia Rodrigues, estabelecimento no Centro Histórico da cidade. Se candidatou pela primeira vez nas eleições municipais de 2016 pelo PPS (Partido Popular Socialista), que no ano passado passou a ser denominado Cidadania. O partido fazia parte da Coligação Uma São Francisco do Sul Melhor para Todos (PSD/ PT/ PR/ DEM/ PSDB/ PSB/ PV/ PP/ PSC/ PPS), o mesmo de Renato Gama Logo. Foi o candidato a vereador mais votado naquele ano, com 1.141 votos.

    Questionado se há interesse em, após esta experiência, há interesse em se candidatar à prefeitura de São Francisco do Sul nas eleições suplementares ou nas eleições de 2020, Siebers informou que, por enquanto, colocou seu nome à disposição no partido para concorrer novamente a vereador. No entanto, esta situação ainda pode mudar.

    — Nunca se sabe, as coisas mudam. Não esperava eu estar hoje prefeito por este problema [cassação de Renato Gama Lobo]. Respeito meu partido, mas temos uma janela. O grande problema é saber quando ocorrerão estas eleições suplementares e como vai ficar, e em que prazo. Sabemos que em outras cidades [onde o prefeito teve o mandato cassado], as eleições estão acontecendo apenas agora — comentou.

    Leia também:

    "Vou dar andamento ao que o prefeito deixou", diz prefeito em exercício de São Francisco do Sul

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas