nsc
dc

Saúde

Quiz: 15 perguntas para saber qual é o seu nível de conhecimento sobre o sarampo

Preparamos uma série de perguntas sobre a doença, prevenção e a situação de Santa Catarina

06/09/2019 - 09h13 - Atualizada em: 09/09/2019 - 14h54

Compartilhe

Por Camila Levien
Santa Catarina está entre os seis estados com maiores taxas de incidência de sarampo (Divulgação)
Santa Catarina está entre os seis estados com maiores taxas de incidência de sarampo (Divulgação)

O Brasil registrou nos últimos 90 dias, 2.753 casos confirmados de sarampo em 13 estados brasileiros. O sarampo era considerada uma doença controlada no Estado desde o final do século passado, quando a circulação endêmica do vírus foi interrompida, de acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC). Com o retorno da doença que pode gerar sérias complicações, preparamos uma série de perguntas sobre a doença, prevenção e a situação de Santa Catarina em relação ao cenário nacional.

Para saber mais sobre o assunto elencamos algumas matérias fundamentais para você entender o que se sabe até o momento sobre o sarampo em SC:

Santa Catarina está entre os seis estados com maiores taxas de incidência de sarampo do país, de acordo com dados do governo federal. A média é de 1,6 casos a cada 100 mil habitantes no Estado. O cálculo é feito levando em conta o número de ocorrências da doenças e a população residente.

Santa Catarina tem 17 casos confirmados e 24 em investigação. O dado foi divulgado no boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) nesta quarta-feira (4) e aponta outras 24 ocorrências estão em investigação e/ou reteste, conforme protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde (MS).

Vacinação contra o sarampo está abaixo da meta em SC.Há três anos o Estado não atinge o percentual de imunização de 95% recomendado pelo Ministério da saúde.

Sintomas do sarampo podem ser mais agressivos em adultos. O médico infectologista da , Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC), Luiz Escada, explica que o sarampo é causado por um vírus extremamente contagioso e para os adultos tende a trazer mais transtornos.

— O que determina a gravidade da doença é como o seu corpo reage a isso. No caso dos adultos o sistema imunológico já está formado, então a defesa do organismo será mais agressiva, intensificando os sintomas — comenta Escada

Leia as últimas notícias do NSC Total

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas