nsc
    hora_de_sc

    Coronavírus

    'Reabrimos, mas clientes estão com medo de vir', diz cabeleireira na volta da quarentena em Florianópolis

    Liberais e autônomos foram autorizados a voltar a trabalhar nesta segunda em Santa Catarina

    06/04/2020 - 10h13 - Atualizada em: 06/04/2020 - 10h17

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Salão de beleza
    Salão de Zilá Bach Garcia, no Centro de Florianópolis
    (Foto: )

    Com a permissão para o trabalho de liberais e autônomos dada pelo Governo de Santa Catarina, Zilá Bach Garcia, 60 anos, reabriu as portas do salão de beleza onde atende há 25 anos no Centro de Florianópolis. O local ficou quase três semanas fechado devido à quarentena imposta para tentar conter o coronavírus. Porém, mesmo de volta aos serviços nesta segunda-feira (6), a cabeleireira acredita que a situação está longe de voltar à normalidade.

    — Reabrimos, mas as clientes estão com medo de vir. Atendo muitas pessoas de mais idade, muitos filhos não estão deixando elas saírem de casa. Além disso, o comércio está todo fechado, os ônibus estão parados. Acho que só vai voltar ao que era antes daqui uns 3 meses — comenta Zilá.

    > Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    Entre as 8h e as 10h desta segunda, ela conta que atendeu no salão apenas um cliente, um homem que entrou para cortar o cabelo.

    — Num dia normal já teria feito pelo menos duas escovas e dois cortes.

    Zilá diz não ter medo de ser infectada e afirma que ela e as duas funcionárias estão se cuidando, adotando as medidas de higiene e usando máscaras para fazer os cortes e outros atendimentos, além de limitar a entrada de clientes a um por vez. Nova rotina para se prevenir contra a pandemia. Há quase 40 anos atuando no ramo em Florianópolis, a cabeleireira conta nunca ter vivido nada parecido.

    — É uma situação muito crítica, eu não sei o que vai ser daqui para frente. No meu caso, eu estava com vontade de reabrir, porque não conseguia mais ficar dentro de casa e preciso funcionar para pagar as despesas. Mas vir e não ter o retorno também é complicado — comenta.

    Movimento nas ruas aumenta

    Com o retorno de profissionais liberais e autônomos, como médicos, advogados, veterinários, cabeleireiros e contadores, o movimento nas ruas do Centro de Florianópolis foi naturalmente maior que o dos outros dias da quarentena nesta segunda, com alguns estabelecimentos abertos e pessoas circulando principalmente próximo a prédios comerciais. Além disso, bancos e lotéricas também estão funcionando.

    Apesar da liberação, o comércio em geral, assim como shoppings, academias e transporte coletivo ainda não estão abertos em Santa Catarina. As medidas de isolamento para conter o avanço da Covid-19 estão em vigor há 20 dias.

    Até o momento, o Estado tem 379 casos confirmados de coronavírus, de acordo a última atualização do governo, feita neste domingo (5). Foram 10 mortes confirmadas por Covid-19. Os casos são de pessoas com residência em 53 cidades diferentes. Em Florianópolis, são 94 infectados.

    Veja fotos desta segunda em Florianópolis

    comércio Florianópolis
    (Foto: )

    comércio em Florianopolis
    (Foto: )

    comércio em Florianópolis
    (Foto: )

    comércio em Florianópolis
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas