publicidade

Política
Navegue por

Promessômetro

Recursos para o Centreventos Cau Hansen e fiação subterrânea da área central são destaques

Burocracia ainda emperra o andamento de projetos para o desenvolvimento de Joinville, como a ampliação do Aeroporto de Joinville e criação de centros tecnológicos aguardam respostas que dependem de outros órgãos

28/06/2013 - 14h00 - Atualizada em: 03/01/2014 - 12h09

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

A antiga polêmica com a ampliação do Aeroporto de Joinville foi prevista no plano de governo do prefeito Udo Döhler. Apesar de a Prefeitura estar se esforçando para que o caso se resolva - principalmente com a instalação do ILS, que tem caráter mais emergencial -, a burocracia com outros órgãos ligados ao processo atrasam as obras. O futuro do Centreventos Cau Hansen também é incerto, visto que o risco de interdição causou alerta sobre as condições da estrutura. Enquanto o governo municipal tenta agilizar a criação de novos centros tecnológicos, a proposta mais adiantada fica com a Expoville, que foi inaugurada em junho.

Veja abaixo como está a andamento das propostas para estas áreas:

Criação do Fundo Municipal de Turismo.

O que diz a Prefeitura: em análise

Construir um centro de convenções no Complexo Expoville/Megacentro.

O que diz a Prefeitura: novo Complexo Expoville inaugurado em junho de 2013.

Melhoria das estruturas dos equipamentos públicos (Expocentro Edmundo Doubrawa, Centreventos Cau Hansen e outros).

O que diz a Prefeitura: melhorias estruturais no Expocentor Edmundo Doubrawa. Centreventos Cau Hansen conseguiu R$ 2,9 milhões para climatização do local, através de emenda do senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB).

Criar um espaço físico público e legalizado para a comercialização coletiva de produtos, consolidando a Política Municipal de Fomento à Economia Solidária.

O que diz a Prefeitura: em fase de estudos do melhor modelo de implantação. Foco em incubação de empreendedores no setor de comércio.

Simplificação e desburocratização para a abertura de novos negócios na cidade.

O que diz a Prefeitura: Em fase de diagnóstico dos entraves e gargalos nas diversas áreas (secretarias, fundações, bombeiros...), sendo pilotada pela Secretaria da Fazenda, com acompanhamento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Conseguir junto à Infraero a internacionalização do Aeroporto de Joinville e a construção de um terminal industrial aeroportuário.

O que diz a Prefeitura: ILS já instalado, aguardando homologação, prevista para junho de 2014. Instalação de PAPI e liberação de RNP-AR em fase de homologação das Companhias Aéreas. ILS aguarda homologação, prevista para junho de 2014.

Contraponto: as obras do aeroporto de Joinville ainda convivem com um conturbado processo de desapropriação de terrenos, que são necessários para a ampliação do aeroporto, o que permitiria a ampliação da pista e a construção de um terminal industrial - isso futuramente. Mas por hora, não há planos para internacionalização do aeroporto.

Ampliar a oferta de voos de Joinville.

O que diz a Prefeitura: o aumento da oferta de vôos será consequência da modernização do aeroporto.

Aterrar a fiação da rede elétrica da área central.

O que diz a Prefeitura: Já está em execução.

Contraponto: obra prometidada desde o ano passado, quando foi reinvidicada por Udo na condição de presidente da Acij, a obra da fiação elétrica tem previsão de terminar até o meio do ano que vem, tendo 2,35 km de extensão, com um custo de R$ 6,3 milhões.

Conseguir a instalação de parques de inovação tecnológica na zona Sul junto à UFSC.

O que diz a Prefeitura: decretada área de utilidade pública do terreno prevista para instalação do Parque Tecnológico.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação