nsc

publicidade

BAIXOU

Redução da tarifa de luz vale por um ano

Autorizado pela Aneel, preço 9,77% menor pode ser revisto dentro de doze meses

21/08/2019 - 12h10

Compartilhe

Felipe
Por Felipe Reis
Apesar da redução, bandeira vermelha está em vigor
(Foto: )

A redução de 9,77% sobre a tarifa de energia elétrica para os consumidores finais da Celesc que foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vale até o mês de agosto de 2020. O novo preço, que atinge ainda os consumidores empresariais de baixa tensão (-9,16%) e indústrias (-5,53%) é possível graças ao "pagamento antecipado de encargos setoriais" e "contas com um pool de bancos", segundo a estatal catarinense.

Em entrevista ao Direto da Redação desta quarta-feira, o presidente da Celesc Clecio Poleto Martins afirmou que a notícia é positiva e deve se manter ao longo dos próximos doze meses. Depois desse prazo, os preços da tarifa podem ser reajustados, conforme os ciclos periódicos de revisão.

- Esse reajuste pode fazer com que a Celesc tenha a menor tarifa do Brasil, já que outras concessionárias que hoje estão nessa liderança devem passar por um aumento nos próximos dias.

Bandeira vermelha

Apesar da redução de quase 10%, a bandeira tarifária em vigor é a vermelha. O motivo é o nível baixo dos reservatórios no Sudeste brasileiro e a necessidade de usinas térmicas serem acionadas para suprir a demanda nacional. Por conta disso, cada 100 KW/h consumidos pelos usuários geram um aumento de R$ 4.

- A redução da tarifa e a bandeira tarifária são índices que não têm relação entre si. Logo, o consumidor verá um valor menor na conta mas ela pode ficar ainda mais barata quando a bandeira passar para a amarela e a verde.

Deixe seu comentário:

publicidade