nsc

publicidade

Planejamento

Relatório reúne dados sobre cinco temas prioritários para Florianópolis

Estudo foi realizado pelo Icom e será tema de caderno especial no Diário Catarinense desta terça-feira

21/03/2016 - 19h58

Compartilhe

Por Redação NSC
Estudo foi realizado pelo Icom e será tema de caderno especial no Diário Catarinense desta terça-feira
Estudo foi realizado pelo Icom e será tema de caderno especial no Diário Catarinense desta terça-feira
(Foto: )

Foi lançado na noite desta segunda-feira o relatório Sinais Vitais Florianópolis - Checkup 2015, que congrega os dados mais atualizados sobre cinco temas prioritários para a cidade: segurança, mobilidade, saúde, educação e planejamento urbano. O evento ocorreu no auditório do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) da Universidade do Estado de Estado de Santa Catarina (Udesc) e contou com a presença do prefeito Cesar Souza Júnior, que elogiou o estudo e disse que ele vai ser essencial na escolha de prioridades da gestão pública.

— Em meio a uma crise, nunca foi tão importante escolher prioridades. Com esse estudo em mãos, podemos ver onde estamos indo bem e também onde não estamos indo no ritmo adequado ou, eventualmente, mal. É importante ter dados para que possamos agir com precisão sobretudo em um momento de escassez econômica — afirmou o prefeito.

Prefeito Cesar Souza Jr. disse que relatório ajudará a elencar prioridades para a gestão pública
Prefeito Cesar Souza Jr. disse que relatório ajudará a elencar prioridades para a gestão pública
(Foto: )

O relatório foi elaborado pelo Instituo Comunitário Grande Florianópolis (Icom), com apoio do Movimento Floripa Te Quero Bem e do Grupo RBS. Para o gerente executivo do Icom, Anderson Giovani da Silva, a ideia do relatório é facilitar o acesso a dados disponíveis, mas que estão dispersos e muitas vezes são difíceis de entender, sem, no entanto, trazer um juízo de valor.

— O relatório busca ser equilibrado. Ele traz dados que podem ser facilmente interpretados como positivos ou negativos. O importante é que as pessoas extraiam dali aquilo que elas julgam necessário para pensar a cidade — diz Silva.

Nesta terça-feira, o Diário Catarinense traz um caderno especial de 15 páginas sobre os apontamentos do relatório, mostrando um retrato da cidade.

Diário Catarinense traz um caderno especial de 15 páginas sobre os apontamentos do relatório nesta terça-feira
Diário Catarinense traz um caderno especial de 15 páginas sobre os apontamentos do relatório nesta terça-feira
(Foto: )

Deixe seu comentário:

publicidade