nsc

publicidade

Amor até na hora da morte

Relembre outras histórias de amor em que casais morreram em intervalo de poucas horas

Nesta semana, a morte de um casal, com duas horas de intervalo, surpreendeu os joinvilenses

26/08/2014 - 09h01 - Atualizada em: 26/08/2014 - 09h02

Compartilhe

Por Redação NSC
Guita (E) e Floriano morreram na última segunda-feira em Joinville
Guita (E) e Floriano morreram na última segunda-feira em Joinville
(Foto: )

A história de amor do casal Regita Zimmermann e Floriano Dutkiewicz, que morreu em um intervalo de duas horas, chamou a atenção dos joinvilenses nesta semana. Nos últimos meses, outros casos como este também surpreenderam pelo companheirismo até mesmo na hora da morte.

>> Leia as últimas notícias do AN.com.br

No início de agosto, um casal de idosos de Bakersfield, na Califórnia, morreu com quatro horas de diferença. Os dois estavam deitados em camas separadas, porém, lado a lado. Maxine faleceu primeiro e foi seguida por Don, que morreu de mãos dadas com a mulher com quem foi casado durante 62 anos.

No Rio Grande do Sul, uma história muito parecida também emocionou os moradores de Jaguari em dezembro do ano passado. O casal Ari e Eva, que viveu junto por 66 anos, morreu no mesmo dia, com um intervalo de 2h15.

Deixe seu comentário:

publicidade