nsc
    dc

    Saúde

    Rinite causa obstrução nasal pode trazer riscos à saúde

    Estimativas para 2015 apontam que metade da população mundial terá algum tipo de alergia

    07/04/2012 - 03h10 - Atualizada em: 07/04/2012 - 04h48

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Filhos de pais alérgicos, explica ele, têm 50% de chance de sofrerem com o problema
    Filhos de pais alérgicos, explica ele, têm 50% de chance de sofrerem com o problema
    (Foto: )

    Curta a página do Donna DC no Facebook.

    Pó, ursinhos de pelúcia e cobertores parecem ser inofensivos, mas podem causar muito desconforto nas pessoas que sofrem com algum tipo de alergia. O ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler explica que as alergias estão relacionadas às características genéticas. Filhos de pais alérgicos, explica ele, têm 50% de chance de sofrerem com o problema. Porém, mesmo que os pais não tenham alergias, a criança pode apresentar alguma reação alérgica, provavelmente herdada de avós ou parentes mais distantes.

    - Ninguém nasce alérgico, mas sim com a capacidade de se tornar mais sensível a determinados estímulos - comenta o médico.

    Existem diferentes manifestações alérgicas, como asma, bronquite e rinite. Esta última é a mais comum e, ao obstruir o nariz, pode estimular a respiração bucal, hábito que provoca desequilíbrios na musculatura da face e consequente inadequação do crescimento do rosto das crianças.

    De acordo com pesquisa realizada pelo curso de pós-graduação em Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Universidade Federal de São Paulo, de 15% a 20% da população tem rinite alérgica. Estimativas para 2015 apontam que metade da população mundial terá algum tipo de alergia.

    É uma doença que causa prurido nasal intenso, espirros, obstrução das vias nasais e coriza devido ao intenso processo inflamatório que afeta a mucosa do nariz. A fonoaudióloga Nilse Waltrick Köhler destaca que a obstrução nasal, um dos sintomas da rinite, é o principal agente causador da respiração incorreta.

    - O nariz garante que o ar chegue aos pulmões nas condições ideais para ser utilizado. Ao respirar pela boca, a oxigenação é prejudicada, já que o ar é de pior qualidade, e há o risco de provocar problemas no desenvolvimento da face, além de irritações na orofaringe - afirma.

    Alterações no crescimento dos ossos da face, surgimento de anomalias dentofaciais, que incluem as alterações ortopédicas e dentárias, mudança de postura do crânio, pescoço e tórax, distúrbios do sono e desequilíbrios na musculatura facial são as consequências.

    - Estas transformações geram deficiências funcionais significativas para a saúde e à qualidade de vida de crianças e adultos. As alterações ortodônticas são os efeitos mais visíveis, mas todas as disfunções que ocorrem no corpo acarretam inúmeros problemas para o indivíduo - alerta a fonoaudióloga.

    Os médicos recomendam que pessoas com rinite alérgica consultem um especialista, para fazer um diagnóstico correto e tratar o problema em sua integralidade. O tratamento é interdisciplinar e envolve profissionais de várias especialidades. Deve ter início ainda na infância para aumentar as chances de normalizar o desenvolvimento facial e minimizar as consequências maléficas da respiração bucal para o organismo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Entretenimento

    Colunistas