Uma enxurrada de água escura na praia no Novo Campeche, no sul da Ilha, chamou a atenção de moradores da região na tarde de terça-feira (9). Um vídeo que mostra o rio escoando para o mar foi compartilhado nas redes sociais. A reportagem esteve na praia nesta quarta-feira (10) e constatou a situação. Além da cor escura, o cheio de esgoto é muito forte.

Continua depois da publicidade

Na praia, há muitas plantas e pedaços de madeira. A cor escura da água do riozinho é visível. Um morador do Campeche de 69 anos, que preferiu não divulgar o nome, conta que nunca viu a água tão escura e se preocupa com a sujeira que está na rpaia.

— Igual hoje nunca vi. Tem madeira, pau, de tudo, essa sujeira, acredito que a prefeitura tenha que levar, pois depois vai apodrecer. Já vi muita água parada, mas com esse cheiro não, até porque a água parada de lagoa é limpa, só fica sujo no fundo, mas não fede.

A Casan e a Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (Floram) informam, por meio da assessoria de imprensa, que a água da Lagoa Pequena, devido às fortes chuvas, escoa em direção ao mar, um movimento natural de curso d´agua.

Continua depois da publicidade

A cor escura seria provocada por uma série de fatores. Um deles é a matéria orgânica decomposta, como plantas e mangue. A sujeira das ruas, carregada pela água da chuva, também contribui, além do lançamento de esgoto clandestino na rede pluvial e o esgoto tratado de condomínios.

Segundo a Casan, a prefeitura, a Vigilância Sanitária e a própria Casan tentam combater o despejo ilegal de esgoto na rede pluvial por meio de blitz, ações de conscientização e autos de infração.

Com chuva incessante, bairro Rio Vermelho, em Florianópolis, fica “embaixo d’água”

Continua depois da publicidade

Leitores relatam alagamentos em vários pontos da Grande Florianópolis

Grande quantidade de chuva deixa Florianópolis em estado de alerta

Quarta-feira é de tempo instável e chance de chuvas fortes em SC

Destaques do NSC Total