nsc
dc

Carteira assinada

Rio Grande do Sul cria 28.104 empregos formais em março

No país, o Ministério do Trabalho registrou a geração de 112.450 vagas, melhor resultado do mês no governo Dilma

17/04/2013 - 12h31 - Atualizada em: 17/04/2013 - 12h44

Compartilhe

Por Redação NSC

O saldo líquido de empregos formais gerados em março no Rio Grande do Sul foi de 28.104 vagas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A criação de empregos no mês passado foi 66,54% maior do que em março de 2012, pela série sem ajuste.

O número é o melhor para o mês de março desde 2010 e é resultado de 154.763 admissões e 126.659 demissões. Houve elevação no nível de emprego em sete dos oito setores acompanhados pelo ministério, com destaque para a indústria de transformação e serviços. O setor de agropecuária foi o úncio que apresentou variação negativa no saldo de empregos.

No país, o Ministério do Trabalho registrou 1.849.148 admissões e 1.736.698 desligamentos, em março. Com isso, o saldo nacional da criação de empregos ficou em 112.450, melhor resultado para o mês desde 2010. No acumulado do primeiro trimestre de 2013, o saldo de criação de empregos é de 306.068, de acordo com o MTE. Esse número é 30,8% menor que o registrado em igual período do ano passado (442.608).

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, destacou que o resultado do mês é o melhor no governo Dilma Rousseff. O ministro também disse que está mantida a meta para este ano de ter uma geração líquida de empregos formais de 1,7 milhão de vagas.

Colunistas