nsc

publicidade

Opostos

Rodrigo Faraco: evolução no Figueira e condição absurda no Avaí

Colunista comenta o momento dos clubes da Capital

12/04/2016 - 04h45

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

O Figueirense manteve as esperanças com a vitória no clássico, mas são muito pequenas as chances de chegar à decisão. Só que vale destacar a evolução da equipe. No domingo, pela primeira vez, já se percebeu um time com alternativas táticas, com o jogo criado pelo meio. Claro que ainda falta bastante, mas como havia a cobrança anteriormente em relação a isto, é importante destacar que houve evolução agora, o que dá ao torcedor a certeza de que dias melhores podem vir na temporada.

Leia outras colunas de Rodrigo Faraco na Hora

Condição absurda

Apesar de ter jogado até de forma competitiva, o Avaí chega à oitava rodada numa condição inadmissível para a sua grandeza. Jogar um confronto direto contra o Guarani para não cair, depois de sete derrotas em sete jogos, é o limite da incapacidade do momento atual. E o pacote junta tudo. Não é só o time, não são só os jogadores, nem só o departamento de futebol, nem só a diretoria. É o conjunto geral que faz do Leão um clube que atualmente não está honrando suas próprias tradições.

Confira a tabela do Campeonato Catarinense 2016

O Avaí não vai cair no Catarinense, mas não pode aceitar estar pela terceira vez seguida lutando contra a queda. É fazer o resultado, passar o jogo e repensar muita coisa. Sem tirar os méritos do acesso de 2014, mas o que foi feito na Ressacada nos últimos três anos esteve, na maioria das ações, muito errado. Principalmente em termos de futebol.

Deixe seu comentário:

publicidade