nsc
nsc

Opinião

Rodrigo Faraco: quem é o Figueirense atualmente?

Chegou a hora de virar a chave a nova diretoria jogar de frente com o torcedor alvinegro

22/11/2017 - 01h23

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Chegou a hora de virar a chave e jogar de frente com o torcedor alvinegro. Afinal, quem é o Figueirense atualmente? É a pergunta que se faz há algum tempo e que precisa de resposta para um reinício saudável. Há muitas feridas desde a quebra da gestão Paulo Prisco Paraíso. Nunca mais a relação com o torcedor foi a mesma. Mas o pior veio nos últimos dois anos, com promessas de parcerias e contratos que nunca se efetivaram e poucas explicações e quase nenhuma transparência, como se o torcedor, sempre chamado a ser sócio, nunca precisasse de explicações ou justificativas.

Depois da saída de Alex Bourgeois, nenhum dirigente tomou a linha de frente nas conversas com a torcida. Claudio Vernalha sempre se esquivou dos microfones e holofotes. Ainda há o misterioso Claudio Honigman, investidor que não quer aparecer. Só quem aparece é Milton Cruz, que é treinador. Chegou a hora de aparecer o novo Figueirense. Que seja transparente para ser saudável e trazer o torcedor de volta.

Leia mais comentários de Rodrigo Faraco

Colunistas