nsc
dc

Sem contaminação

Saiba como driblar os riscos dos alimentos contaminados por ratos

Além de água e sabão, as embalagens devem ser higienizadas com uma solução de água sanitária em água

12/09/2013 - 10h57 - Atualizada em: 07/10/2020 - 15h22

Compartilhe

Por Redação NSC
É importante lavar as embalagens ao chegar do supermercado, especialmente latas de bebidas
É importante lavar as embalagens ao chegar do supermercado, especialmente latas de bebidas
(Foto: )

Os ratos são responsáveis pela transmissão de 55 doenças e é necessário tomar uma série de cuidados para evitar a contaminação, principalmente por alimentos. Recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a venda de um lote de catchup de uma marca famosa. A medida ocorreu seis meses depois que a "Proteste Associação de Consumidores" identificou pelos de roedores em uma amostra do produto, o que casou furor em todo país.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

- É natural que fatos como esse tenham grande repercussão. Os ratos formam uma rede global e subterrânea de transmissão de doenças - lembra o biomédico Roberto Martins Figueiredo.

Apoiando-se em dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o especialista lembra que mais de 55 enfermidades podem ser transmitidas dos ratos para seres humanos. As mais comuns são leptospirose, tifo, salmonelose, hantavirose e a febra da mordida do rato, ou febre da mordedura do rato.

> Cobra é encontrada em embalagem de brócolis no Vale do Itajaí

Esta última é uma infecção ocasionada por bactérias transmitidas pelo animal. Ao contrário do que o nome sugere, a transmissão não se dá somente pela mordida dos roedores. Outra forma comum de contrair a doença é a ingestão de alimentos contaminados com a saliva desses animais. O agente causador dessa doença é a bactéria Streptobacillus moniliformis, encontrada na cavidade oral e na garganta de ratos.

Por sua vez, a leptospirose é uma infecção provocada por uma bactéria presente na urina dos ratos, que causa febre, dores e hemorragias. No Brasil a doença infecta milhares de pessoas todo ano e é um dos maiores riscos decorrentes de enchentes.

> 10 alimentos para reforçar o sistema imunológico

Tomando alguns cuidados dá para diminuir consideravelmente os riscos de contaminação por doenças transmitidas por ratos. Quando um alimento industrializado contiver no interior de sua embalagem algo estranho, o melhor é evitar seu consumo e procurar um médico ou agente sanitário.

O lado de fora das embalagens também pode representar riscos. Ao chegar do supermercado com as compras, é prudente lavar as embalagens de alimentos antes de colocá-las na despensa. Tome cuidado especial com as latas de bebidas, especialmente refrigerantes e cervejas.

> Cacetinho, pão de trigo, francês: conheça curiosidades sobre o pão

- Assim como outras embalagens, elas podem ter sido contaminadas durante a armazenagem e conter microorganismos maléficos. Todo cuidado é pouco, pois muita gente leva as latinhas diretamente à boca - diz Figueiredo.

Além de água e sabão, as embalagens devem ser higienizadas com uma solução de água sanitária em água - na proporção de uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água.

Leia também

Conheça a influência do chocolate no sono

Chocolate pode prevenir doenças cardiovasculares e ósseas, além de reduzir estresse

Receita de chocolate quente e cremoso para espantar o frio

Colunistas