Com 79 anos, nascida em Laguna, a odontóloga Marlene Soccas disputa sua terceira eleição, mas com uma diferença de décadas entre elas. É filiada ao PCB, legenda que tem dado sustentação a movimentos sociais. A atuação de apoio junto à Ocupação Amarildo é um exemplo.

Continua depois da publicidade

>>> Leia também

::: Mais notícias sobre Marlene

::: Outras notícias sobre as Eleições 2014

Cirurgiã-dentista e casada, é reconhecida pela luta contra a Ditadura Militar. Durante o perído, foi presa, torturada e passou quase três anos na cadeia.

Continua depois da publicidade

Desde a juventude foi militante social de esquerda, lutando contra o capitalismo e o que chama de imperialismo americano.

Suas primeiras eleições foram na década de 80, também pelo PCB. Em 1986, concorreu a deputada estadual, obtendo 437 votos. Dois anos depois, disputou para ser vereadora em Criciúma, quando recebeu 216 votos.

Depois de um período afastada do dia a dia do partido, para se dedicar à sua carreira, há cerca de três anos retornou à militância do dia a dia no partido.

>>> Confira mais informações do candidato no TSE

>> Chapa completa

Marlene Soccas (PCB)

Vice: Valdelir Luiz (PCB)

Senador: não tem candidato

Sem coligação

Tempo de TV: 50 segundos

Destaques do NSC Total