nsc
dc

Ambiente profissional

Sala de reuniões em São Paulo alia toques clássicos a um décor contemporâneo

A estrutura de 107 metros quadrados apresenta um único salão, onde os espaços são divididos pelas pontuais escolhas de mobiliário

30/10/2014 - 05h01 - Atualizada em: 24/07/2019 - 17h15

Compartilhe

Por Redação NSC
O estilo contemporâneo do salão ganha toques clássicos com o lustre de cristal de murano no tom conhaque servindo como ponto focal do projeto
O estilo contemporâneo do salão ganha toques clássicos com o lustre de cristal de murano no tom conhaque servindo como ponto focal do projeto
(Foto: )

Criar um ambiente propício a encontros de negócios e reuniões em São Paulo, mas que pudesse estar localizado em qualquer outra grande cidade do mundo. Esse foi o desafio que o designer de interiores Maximiliano Crovato aceitou ao projetar o escritório da Cia. Angeloni de Supermercados na capital paulista. Localizado no conjunto comercial Landmark Nações Unidas, a estrutura de 107 metros quadrados apresenta um único salão, onde os espaços são divididos pelas pontuais escolhas de mobiliário.

A base neutra cobre todo o projeto, mas foge da monotonia ao investir em elementos como o papel de parede com sutis grafismos e o piso de ladrilho hidráulico em mescla de branco e cinza. Para diferenciar a recepção da área comum, foi feito um jogo de alto contraste na escolha do piso de resina brilhante, paredes e mesa de atendimento brancas junto a objetos de design contemporâneo na cor preta.

No centro, o detalhe do teto com pintura artística se funde ao lustre artesanal de cristal de murano italiano. Logo abaixo, quatro poltronas Charles Eames revestidas de linho em tom caramelo tiveram sua estrutura original de madeira aparente alterada para a laca branca.

- A ideia é refletir uma decoração contemporânea, mas com um toque palaciano italiano clássico - explica o designer de Porto Alegre radicado em São Paulo.

O lustre e as poltronas garantem sofisticação ao projeto. Em laca preta alto-brilho, uma mesa de reuniões com 10 lugares foi posicionada diante da ampla janela com vista para o skyline paulistano, o que garante conforto e luz natural ao espaço.

Duas bancadas de trabalho para até quatro pessoas, iluminadas por pendentes com cúpula marfim, colaboram para a forte unidade da paleta escolhida por Maximiliano.

Na recepção, o branco do piso e da bancada contrasta com a luminária de coluna Carrara, com design de Alfredo Hãberli, e com o telefone Bang&Olufsen sobre a mesa

Foto: FOTOS EDU CASTELLO, DIVULGAÇÃO

Colunistas