publicidade

Saúde
Navegue por

Gripe A

Santa Catarina confirma três mortes por gripe A na última semana

Informações do último relatório da DIVE/SC, divulgado nesta segunda-feira (17) também apontam para um aumento de 23 casos da doença

17/06/2019 - 15h23 - Atualizada em: 18/06/2019 - 08h47

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
(Foto: )

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (DIVE/SC) atualizou nesta segunda-feira (17) os dados da influenza no Estado. De acordo com o órgão, desde 30 de dezembro até o dia 14 de junho de 2019, foram confirmados 129 casos de influenza, sendo 108 pelo vírus A (H1N1), 18 pelo vírus A (H3N2) e 1 pelo vírus Influenza B. Em comparação com o boletim anterior, são 23 casos a mais e três mortes confirmadas H1N1, em Joinville, São Bento do Sul e Florianópolis.

Neste mesmo período, ao todo foram confirmadas 16 mortes, sendo 14 pelo subtipo A (H1N1) e 2 pelo subtipo A (H3N2). As mortes foram em pacientes residentes nos municípios de: Joinville com 3 casos; Blumenau, Chapecó e Tubarão com 2 casos cada; Balneário Camboriú, Brusque, Canoinhas, Florianópolis, Jaraguá do Sul, São Bento do Sul e São Francisco do Sul, com 1 caso cada. 3 mortes a mais do que na semana anterior.

Após o fechamento do relatório oficial da Dive/SC nesta sexta-feira (14), houve a confirmação de mais um caso em Jaraguá do Sul, esta é a segunda morte por gripe A no município neste ano. De acordo com a Secretária de Saúde Municipal, a confirmação aconteceu na manhã desta segunda-feira (17). A vítima, uma mulher de 59 anos, deu entrada no hospital na última quarta-feira, 12 de junho. No sábado, 15, a paciente faleceu no Hospital São José, de Jaraguá, e foi confirmada a morte por Influenza.

Veja os municípios com mais de um caso confirmados pela Dive/SC:

Mapa de cidades com casos registrados
(Foto: )

A cidade com mais registros da doença até o momento é Chapecó com 21 casos, seguida por Blumenau com 14, Joinville com 13, Florianópolis têm 12. Já Brusque contabiliza sete, Balneário Camboriú seis e São José concentra cinco ocorrências.

Outros municípios como Coronel Freitas, Itajaí, Jaraguá do Sul, e Tubarão possuem três casos cada, logo atrás temos Canoinhas, Cunha Porã, Maravilha, Pomerode e São Bento do Sul com 2 casos cada.

Vacinas

A Dive/SC reforça que apesar de o influenza intensificar-se no período de maio a agosto (inverno), ele circula em todos os meses do ano, por isso a imunização, é a melhor forma de evitar complicações. Entretanto, Santa Catarina não atingiu ainda a meta de vacinação de 90% do grupo prioritário estabelecida pelo Ministério da Saúde. Nem mesmo a extensão das doses que seguem sendo distribuídas para o público geral foram suficientes, até o momento meta só foi atingida pelas mães 45 dias após o parto e idosos.

Cobertura Vacinal Gripe

- crianças (6 meses a menores de 6 anos): 81,58

- gestantes: 73,06

- trabalhadores da saúde: 78,69

- mães até 45 dias após o parto: 93,63

- povos indígenas: 89,95

- idosos com 60 anos ou mais de idade: 101,58

- professores: 99,35

- portadores doenças crônicas e condições especiais: 75,93

- população privada de liberdade: 82,62

- funcionários do sistema prisional: 79,20

- profissionais das forças de segurança e salvamento: 41,25

Cobertura total: 86,72%

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação