nsc

publicidade

Prevenção

Santa Catarina fará vacinação contra febre amarela em cidade de fronteira com a Argentina    

A ação é parte de uma determinação do Ministério da Saúde (MS) e ocorre em cinco cidades brasileiras fronteiriças aos países que compõem o Mercosul

17/09/2019 - 12h55 - Atualizada em: 17/09/2019 - 12h56

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
(Foto: )

Santa Catarina terá vacinação contra febre amarela e sarampo em Dionísio Cerqueira, município que faz fronteira com a Argentina. A sala de vacinação está em horário estendido, das 7h às 19h e haverá uma ação de Dia D, neste sábado (21). A ação é parte de uma determinação do Ministério da Saúde (MS) intitulada “Movimento Vacina Brasil nas Fronteiras” e ocorre em cinco cidades brasileiras fronteiriças aos países que compõem o Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai )entre os dias 16 e 27 deste mês.

A recomendação da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive/SC) é que os moradores de Dionísio Cerqueira que não tenham se vacinado contra essas doenças ou estejam com o esquema vacinal incompleto procurarem a unidade de saúde da cidade para atualizar a caderneta de vacinação. Para isso, basta levar a carteirinha de vacinação (se tiver) e um documento com foto.

No Estado, a Tríplice viral (sarampo, caxumba, rubéola) será aplicada em pessoas com seis meses a 29 anos de idade, com esquema vacinal incompleto, nunca vacinadas ou sem comprovante do ato. Já a imunização contra a febre amarela será aplicada em pessoas com mais de 9 meses de idade nunca vacinadas ou sem comprovante de vacinação.

O objetivo desta ação, segundo o Ministério, é ampliar as coberturas vacinais em função do sarampo nas Américas e potenciais surtos de febre amarela em regiões do Brasil.

A iniciativa conta com o apoio de países do Mercosul, estados e municípios brasileiros. Além de Dionísio Cerqueira, participam da campanha, simultaneamente Ponta Porã (MS), Barra do Quaraí (RS) e Foz do Iguaçu e Barracão (PR).

Deixe seu comentário:

publicidade