nsc
dc

publicidade

Saúde  

Santa Catarina retoma liderança em ranking nacional de doação de órgãos  

Estado alcançou número de 44,5 doadores por milhão de habitantes entre janeiro e setembro e voltou a superar indicador do Paraná

27/11/2019 - 20h39

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Estado teve aumento de doadores efetivos entre janeiro e setembro
Estado teve aumento de doadores efetivos entre janeiro e setembro
(Foto: )

Santa Catarina voltou a liderar o ranking nacional de doação de órgãos. O Estado havia perdido a primeira posição para o Paraná no ano passado, mas retomou a colocação.

Os dados consideram o período de janeiro a setembro de 2019 e fazem parte do Registro Brasileiro de Transplantes, elaborado pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). A entidade divulga relatórios a cada três meses. No último levantamento, com dados até junho, o Paraná ainda aparecia na dianteira nacional de doações.

De acordo com os números divulgados nesta quarta-feira, SC atingiu a marca de 44,5 doadores por milhão de habitantes. O índice é o maior do país. Paraná, segundo colocado na lista, registrou 41,4 doadores para cada milhão de moradores. O Ceará é o terceiro colocado no país, com 26,9 doadores por milhão de habitantes.

Para efeito de comparação, a Espanha é a principal referência mundial em doação de órgãos. Por lá, o número é de 48 doadores por milhão de habitantes.

– O aumento da doação de órgãos é uma consequência do tratamento humanizado nas unidades de urgência em Santa Catarina – avalia o coordenador estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade.

O ano já vinha registrando bons indicadores para a doação de órgãos em SC. Em fevereiro e em setembro, o Estado havia registrado recorde de doações efetivadas.

Número de recusas diminui e de doadores aumenta

Outra notícia positiva para a doação de órgãos em SC foi a diminuição do número de pessoas que não doam os órgãos devido à recusa da família. O percentual de casos que esbarram na não autorização dos familiares caiu de 32,3% em 2018 para 26,1% até setembro deste ano.

Já o número de doadores efetivos subiu de 49,4% para 52,7% no mesmo período.

Os dados foram divulgados no Fórum Internacional de Coordenação de Transplantes no Brasil, que ocorre desde terça até esta sexta-feira em São José, na Grande Florianópolis.

O evento reúne profissionais que trabalham com doação de órgãos em todo o país e traz à Capital curso de formação de coordenadores hospitalares e um simpósio sobre eficiência no processo de doação e transplantes de órgãos.

Acesse as últimas notícias do NSC Total

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade