nsc

publicidade

Litoral

Santa Catarina tem dois casos confirmados e um sob suspeita de farra do boi no fim de semana

Florianópolis, Governador Celso Ramos e Itapema registraram as ocorrências entre sábado e domingo

20/03/2016 - 09h22 - Atualizada em: 20/03/2016 - 13h17

Compartilhe

Por Redação NSC
Animal foi recolhido pela Polícia Militar na manhã de domingo em Itapema
Animal foi recolhido pela Polícia Militar na manhã de domingo em Itapema
(Foto: )

A Polícia Militar resgatou na manhã deste domingo, 20, um boi que teria participado de farra em Itapema, no litoral Norte de Santa Catarina. O animal foi encontrado na rua Austrália, no bairro Cachoeira. Ninguém foi detido.

Polícia investiga morte de homem em farra do boi em Bombinhas

Rafael Martini: Farristas usam o WhatsApp para marcar farra do boi e burlar a lei

Com o registro dessa ocorrência, já são três possíveis casos de farra do boi em Santa Catarina somente nesse fim de semana que antecede o feriado de Páscoa. Um deles, em Florianópolis, está sendo investigado pela Polícia. E o outro, em Governador Celso Ramos, aconteceu na madrugada de domingo.

Pena chega a um ano de cadeia

Desde 1997 a farra do boi foi proibida no Brasil, e os responsáveis podem ser punidos e presos, mesmo que o animal não seja ferido. A ação é prevista na Lei Federal 9.605/98 que determina pena de três meses a um ano de detenção, e ampliada em um terço nos casos de morte do boi.

Polícia Militar e Ministério Público lançam ação contra a farra do boi no litoral

O promotor de Justiça Paulo Antônio Locatelli, coordenador do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente, explica que as ocorrências encaminhadas pela PM podem ir parar na Justiça.

— A pena poderá ser dada pela prática do crime de maus tratos aos animais, e até virar um denúncia com outros crimes, como formação de quadrilha e oferecer risco a vida e saúde. O crime de maus tratos aos animais prevê uma pena de 3 meses a 1 ano de detenção, sendo aumentada em um terço nos casos de morte do boi.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense

2015

— 40 casos

— 5 bois apreendidos

— 6 pessoas detidas

2014

— 65 casos

— 17 bois apreendidos

— 37 pessoas detidas

Deixe seu comentário:

publicidade