nsc

publicidade

Violência contra a mulher

Santa Catarina tem mais de um feminicídio por semana em 2019

Crimes registrados até a segunda quinzena de fevereiro representam mais do que o dobro no mesmo período em 2018

18/02/2019 - 16h57 - Atualizada em: 18/02/2019 - 17h10

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
DP da Mulher
Notificações por casos de violência doméstica são mais frequentes nos últimos anos

Santa Catarina tem registrado ao menos um caso de feminicídio por semana em 2019. É o que aponta o último boletim semanal divulgado nesta segunda-feira (18) pela Secretaria do Estado da Segurança Pública. Já são nove assassinatos de mulheres desde janeiro.

O dado representa mais do que o dobro de ocorrências no mesmo período do ano passado, que teve quatro casos até a primeira quinzena de fevereiro. Feminicídio é a definição usada para os assassinatos de mulheres cometidos em razão do gênero. Ou seja, quando a vítima é morta por ser mulher.

Um dos últimos registros no Estado ocorreu em Blumenau, na última quarta-feira. Uma mulher de 33 anos morreu após ser atropelada. Porém, a polícia encontrou indícios de que não foi uma ocorrência de trânsito comum.

Na sexta-feira, um homem de 40 anos foi preso ao se apresentar à Polícia Civil. Segundo a polícia, ele afirmou que ocorreu um acidente após uma discussão com a mulher, mas não soube esclarecer a dinâmica do atropelamento, além de ter fugido sem prestar socorro a vítima.

A polícia também busca esclarecer as circunstâncias da morte de uma mulher de 32 anos em Içara, no sul do Estado. Ela foi encontrada sem vida na última quarta-feira, dentro de casa. As informações iniciais do Instituto Geral de Perícias apontam que a mulher apresentava sinais de violência pelo corpo.

A delegada coordenadora das DPs especializadas no Estado, Patrícia Zimmerman, destaca que as notificações por casos de violência doméstica têm sido mais comuns nos últimos anos, o que também tem reflexo nas estatísticas de mortes.

— A gente tem alertado muito ao cuidado, principalmente, em relação aos indicativos de agressividade do autor. O cuidado de não facilitar o contato com ele — diz a delegada.

A identificação da autoria nos feminicídios, segundo Patrícia, tem sido de 100%. Em relação aos nove registros de 2019, seis suspeitos foram presos e outros dois cometeram suicídio. Um dos casos ainda está sob investigação.

— A cada morte de mulher, há uma investigação muito precisa em cima. Para ver se há a qualificadora do feminicídio ou não e também porque não se tolera essa forma de violência — reforça.

Feminicídios por período em 2019

1 a 7 de janeiro: 0

8 a 14 de janeiro: 1

15 a 21 de janeiro: 3

22 a 28 de janeiro: 1

29 de jan a 4 de fev: 1

5 a 11 de fevereiro: 1

12 a 18 de fevereiro: 2

Fonte: SSP/SC

Deixe seu comentário:

publicidade