publicidade

Saúde
Navegue por

Saúde pública

Santa Catarina terá Dia D para vacinar grupos prioritários contra a gripe

Unidades de saúde de todo o Estado ficarão abertas no sábado (4)

01/05/2019 - 17h06 - Atualizada em: 01/05/2019 - 20h46

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Vacina é gratuita e está disponível em todas as unidades de saúde do Estado
Vacina é gratuita e está disponível em todas as unidades de saúde do Estado
(Foto: )

Todas as unidades de saúde de Santa Catarina devem ficar abertas no sábado (4) para o Dia D de vacinação contra a gripe. O objetivo da data é promover a imunização dos grupos prioritários, que têm direito às doses. No Estado, cerca de 2 milhões de pessoas precisam tomar a vacina.

As doses estarão disponíveis para crianças entre seis meses e seis anos de idade, gestantes, mães até 45 dias depois do parto, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais, povos indígenas, portadores de doenças crônicas, profissionais da segurança pública e para a população carcerária.

Salvo o último grupo, em que são feitas ações específicas de vacinação, os demais devem ir a qualquer unidade de saúde para receber a dose.

Conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), foram confirmados 13 casos de pessoas infectadas com algum dos vírus influenza, que causam a gripe, em Santa Catarina. Os dados contemplam informações recebidas até o dia 24 deste mês. Um dos pacientes, de Tubarão, acabou morrendo, apesar de ter feito o tratamento contra a doença.

Em 2018, a Dive contabilizou 461 casos da doença em todo o Estado, sendo que 59 terminaram na morte dos pacientes. Do total de óbitos, 49,2% foram de pessoas com mais de 60 anos de idade.

Como evitar o contágio

Para evitar ser infectado com o vírus da gripe, a Dive recomenda a higienização das mãos, com água e sabão ou álcool gel. Outra medida é evitar tocar os olhos ou a boca, depois de fazer contato com superfícies potencialmente contaminadas, como corrimões, bancos e maçanetas.

Para quem já contraiu a doença, é possível buscar o tratamento em qualquer unidade de saúde. O medicamento Oseltamivir está disponível gratuitamente para a população. Pessoas infectadas também devem evitar o contato com quem está saudável mas não recebeu a vacina.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação