nsc
    an

    Pandemia

    São Francisco do Sul começa a distribuir ivermectina para tratamento da Covid-19

    Embora não tenham eficácia comprovada, esse e outros medicamentos serão ofertados para moradores positivados para coronavírus

    05/08/2020 - 15h22 - Atualizada em: 05/08/2020 - 15h33

    Compartilhe

    Patrícia
    Por Patrícia Della Justina
    Distribuição começou nesta quarta-feira
    Distribuição começou nesta quarta-feira
    (Foto: )

    A Prefeitura de São Francisco do Sul começou, nesta quarta-feira (5), a ofertar medicamentos para os moradores positivados para Covid-19. Dentre os medicamentos estão Ivermectina, Azitromicina, Paracetamol e Prednisolona. 

    > Protocolo com cloroquina e ivermectina é "imprudente e irresponsável", dizem pesquisadores da UFSC

    Conforme a Prefeitura do município, as medicações têm como intuito impedir a replicação do vírus dentro do organismo na fase inicial e vão ser disponibilizadas apenas para os pacientes positivos que apresentarem sintomas leves. Em casos mais graves, o tratamento dos pacientes é diferenciado. 

    A prefeitura explica que, após a consulta e a realização do exame nos Centros de Triagem do município, no Terminal Valter Gama Lobo e na Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Enseada, o morador poderá optar pelo tratamento e sair do local já com os medicamentos em mãos, após avaliação médica e adaptação para tratamento específico e mais adequado para cada paciente.

    > De cloroquina à ivermectina, vários medicamentos estão em teste contra o coronavírus

    Avaliação dos medicamentos

    O órgão municipal informou que as medicações foram discutidas e avaliadas pela equipe técnica responsável pelo Protocolo Adaptado de Tratamento Pré-Hospitalar Covid-19, composta pelo vice-prefeito e médico Walmor Berretta Júnior e pelos médicos Lizabel Baniski, Carlos Eduardo Id e Luiz Henrique Palma. 

    Foram realizadas reuniões para discussão e avaliação dos medicamentos. Além das medicações citadas, que serão entregues para o paciente conforme avaliação médica, ele poderá optar também pelo tratamento com a Cloroquina. Os pacientes poderão sair com uma receita em mãos para fazer o medicamento de forma manipulada. 

    > Hidroxicloroquina não tem eficácia contra Covid-19, diz maior estudo brasileiro sobre a droga

    No entanto, órgãos de saúde como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não reconhecem o coquetel para o tratamento da covid-19. Em Santa Catarina, diante de outras situações semelhantes, entidades médicas se manifestaram contrárias ao uso dos medicamentos.

    Prefeito e vice defendem ideia

    Para o vice-prefeito, esta é mais uma forma de cuidar da população. 

    - Realizamos diversas reuniões com a equipe técnica para adaptar o protocolo e encontrar a melhor forma de cuidar da comunidade francisquense, amparados pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Conselho Regional. Analisamos medicamentos, dosagens e demais necessidades nesse combate ao coronavírus. É uma opção, pois ainda não há consenso mundial. Os medicamentos serão entregues para os pacientes positivos para Covid-19, àqueles que passarem pelos Centros de Triagem do município - afirma. 

    De acordo com o prefeito Renato Gama Lobo, a Prefeitura vem realizando diversas ações para minimizar o aumento da curva de Covid-19. 

    - Ampliamos os horários de atendimento no nosso centro de triagem, o número de leitos no hospital e agora vamos iniciar a distribuição dos medicamentos. Estamos fazendo a nossa parte no combate à Covid-19 e precisamos também, sempre, da colaboração da população para continuarmos nessa luta - considera.

    > Receba notícias de Joinville e da região Norte de SC por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do AN

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas