nsc
dc

Luto

Sargento da PM de SC morre após sofrer parada cardíaca durante operação do Gaeco

Marcos Antonio Vitto, 46 anos, atuava em Criciúma e se sentiu mal enquanto participava de operação na cidade de Passo Fundo (RS)

13/12/2019 - 08h02 - Atualizada em: 13/12/2019 - 08h21

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
sargento da PM
Natural de Turvo, no Sul catarinense, Marcos Antonio Vitto deixa a companheira e dois filhos, de 1 e 4 anos de idade
(Foto: )

O sargento da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) Marcos Antonio Vitto morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória durante operação do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) nesta quinta-feira (12) em Passo Fundo (RS). Marcos Antonio Vitto tinha 45 anos e há 22 estava na PMSC. Natural de Turvo, no Sul catarinense, o sargento atuava no Gaeco de Criciúma desde 2016.

Em nota, a Polícia Militar informou que Vitto sofreu um “súbito mal estar” na manhã desta quinta enquanto participava da operação Rede Simples, contra um grupo de empresários suspeitos de fraudes tributárias e lavagem de dinheiro. O sargento foi levado ao hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, mas não foi possível reanimá-lo, informou a PMSC.

Marcos Antonio Vitto deixa a companheira e dois filhos, de 1 e 4 anos de idade. Antes de chegar ao Gaeco de Criciúma, o sargento também passou pelo 4º Batalhão da PM, em Florianópolis, e pela Casa Militar do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), na sede da Procuradoria-Geral de Justiça. A coordenação administrativa da comarca de Criciúma estabeleceu luto oficial de 3 dias nas Promotorias de Justiça do município, informou o MPSC.

Leia também

Policial militar morre após bater carro em poste na BR-282, em Nova Erechim, no Oeste de SC

Empresários suspeitos de sonegação e lavagem de dinheiro são alvo de operação do Gaeco no Oeste de SC

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Polícia

Colunistas