nsc
    dc

    Imunização

    SC volta a receber doses da vacina pentavalente após atraso que deixou cidades sem estoque 

    Doses devem chegar aos municípios catarinenses na semana que vem

    10/01/2020 - 14h49 - Atualizada em: 10/01/2020 - 18h44

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    vacinação pentavalente
    Último envio do governo federal havia chegado a SC em 25 de outubro do ano passado
    (Foto: )

    Depois de mais de dois meses sem repasses, Santa Catarina voltou a receber doses da vacina pentavalente nesta sexta-feira (10), informou a Secretaria de Saúde de Santa Catarina (SES). Foram 27 mil doses distribuídas pelo Ministério da Saúde. A vacina protege de doenças como difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria haemophilus influenza tipo b (responsável por infecções no nariz e garganta).

    De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), que recebe e divide as doses entre os municípios, o estoque recebido é suficiente para um mês. Ele começará a ser distribuído nas cidades a partir de segunda-feira (13).

    O último envio do governo federal havia chegado a SC em 25 de outubro do ano passado, com uma remessa de 22 mil doses, mas desde o mês de maio as remessas já vinham sendo menores do que o necessário.

    O atraso e a irregularidade nos repasses deixou muitas cidades com estoque zerado. Florianópolis, Joinville e Blumenau, as três maiores de SC, por exemplo, estão sem doses da vacina desde novembro.

    Segundo o Ministério da Saúde, entre junho e dezembro do ano passado a oferta da vacina foi irregular devido a problemas com fornecedores.

    Um estoque de pentavalente adquirido por meio da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) foi reprovado em testes de qualidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Por este motivo, as compras com o fornecedor indiano Biologicals E. Limited foram interrompidas e não houve disponibilidade imediata da vacina com outros fabricantes internacionais.

    A distribuição das vacinas que será feita entre as cidades de SC foi divulgada na tarde desta sexta-feira. A liberação começa na segunda-feira (13).

    O transporte com doses da pentavalente para as regionais de Lages, Rio do Sul, Joaçaba, Videira, Concórdia, Xanxerê, Chapecó e São Miguel do Oeste sai na segunda, com previsão de entrega entre os dias 14 e 17 deste mês.

    A partir de terça (14) as doses começam a ser liberadas para as demais regionais de saúde: Itajaí, Blumenau, Joinville, Araranguá, Tubarão, Criciúma, Mafra, Jaraguá do Sul, Florianópolis.

    Vacina protege contra cinco doenças

    A vacina pentavalente é a combinação de cinco vacinas individuais em uma. Imunizando contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenzae tipo b, responsável por infecções no nariz, meninge e na garganta. Ela faz parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI), desde 2012. As crianças devem tomar três doses da vacina: aos 2, aos 4 e aos 6 meses de vida.

    Em falta na rede pública, a vacina pentavalente pode ser procurada pelos pais na rede particular. Em Florianópolis, conforme consulta feita pela reportagem do NSC Total na segunda-feira, cada dose da vacina custa em média R$ 290 nas clínicas privadas.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas