Em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina desta terça-feira (17), o secretário de Estado da saúde, Helton Zeferino, falou sobre a situação dos tomógrafos dos hospitais Celso Ramos e Regional de São José.

Continua depois da publicidade

A unidade de Florianópolis está há dois anos com um aparelho parado, que custou R$ 2,6 milhões. De acordo com o secretário, o motivo é a readequação de uma sala. Ele não deu prazo para entrega do novo espaço.

No hospital Regional de São José, o tomógrafo quebrou no fim do ano passado e a unidade ficou sem esse atendimento por mais de um mês. Em agosto deste ano, o problema se repetiu. O secretário disse que o aparelho será consertado até a primeira quinzena de janeiro do ano que vem.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total