nsc

publicidade

Proposta acatada

Servidores municipais decidem em assembleia pelo fim da greve em Florianópolis

17/06/2019 - 15h35 - Atualizada em: 17/06/2019 - 16h14

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
Servidores votam pelo fim da greve em Florianópolis
Servidores votam pelo fim da greve em Florianópolis
(Foto: )

* Com informações de Mateus Boaventura, da CBN Diário

Os servidores municipais de Florianópolis, que estavam em greve desde a última terça-feira, dia 11 de junho, decidiram em assembleia na tarde desta segunda-feira (17) pelo fim da paralisação. Eles acataram a proposta da prefeitura, apresentada ao Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem), na última mesa de negociação que ocorreu domingo.

De acordo com o presidente do Sintrasem, Renê Munaro, os servidores ganham aumento imediato de R$ 1 no vale-alimentação e mais R$ 1 no vale-lanche; os dias paralisados com a greve não serão descontados – desde que a demanda represada com a greve seja atendida; e tiveram a garantia da realização de um concurso público para mais de 90 cargos até o fim do ano. A Prefeitura, em nota, disse ainda que os "acordos estão sujeitos ao limite legal da lei de responsabilidade fiscal".

— A realização do concurso público é um ponto importante para as condições de trabalho dos servidores, para recompor as equipes de trabalho. Hoje temos falta de pessoas em todas as áreas da prefeitura — disse Renê Munaro, em entrevista a CBN Diário.

Munaro, na leitura da proposta, também explicou que os servidores irão ganhar o reajuste salarial de acordo com a inflação, no valor de 5,07%. Ele será pago em duas parcelas: 2,57% na metade de julho e outros 2,5% até dezembro.

Prefeitura também garantiu a aplicação do Plano de Cargos e Salários para setembro e envio de material pedagógico para as unidades de ensino em dez dias úteis. Segundo o sindicato, nenhum material ainda havia sido entregue neste ano nas escolas. O presidente do sindicato recomendou, então, pelo fim da greve.

Confira como ficaram os serviços nas áreas de educação e saúde nesta segunda-feira

A assembleia dos servidores, que ocorreu na Praça Tancredo Neves, no Centro da Capital, encerrou por volta de 15h30min com a aprovação do fim da paralisação. A partir de terça-feira, todos os serviços, tanto na educação como na saúde, voltam ao normal na Capital.

Deixe seu comentário:

publicidade