nsc

publicidade

História

Sessão especial vai relembrar os 190 anos da imigração alemã em Santa Catarina 

Evento acontece nesta segunda-feira, às 19 horas, na Assembleia Legislativa em Santa Catarina 

26/05/2019 - 14h43 - Atualizada em: 26/05/2019 - 14h45

Compartilhe

Redação
Por Redação AN
Sociedade Harmonia Lyra em Joinville será uma das entidades homenageadas no evento
Sociedade Harmonia Lyra em Joinville será uma das entidades homenageadas no evento

Uma sessão especial vai lembrar os 190 anos da imigração alemão Estado. A reunião acontece nesta segunda-feira (27), às 19 horas, na Assembleia Legislativa em Santa Catarina (Alesc). A Sociedade Harmonia Lyra em Joinville – que completa 161 anos de atividades em 31 de maio – será uma das entidades homenageadas no evento.

A cerimônia foi proposta pelo deputado João Amin. O presidente da Harmonia Lyra, Álvaro Cauduro, fará o discurso em nome dos homenageados.

— Vou falar um pouco sobre como a imigração germânica contribuiu para que o nosso Estado tivesse características ímpares em áreas como cultura, economia e desenvolvimento humano — adianta.

O presidente relembra que a chegada dos imigrantes alemães no Brasil começou por volta de 1824.

— Em Santa Catarina, eles começaram a chegar pouco depois, em 1829, instalando-se na região de São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis. Depois outras colônias vieram, como Blumenau, em 1850, e Joinville, em 1851.

Em muitas cidades catarinenses, conforme Cauduro, mesmo com as mudanças registradas nas últimas décadas, ainda é possível observar elementos e instituições que marcam a cultura germânica. A Sociedade Harmonia Lyra, de Joinville, é uma delas. Fundada em 31 de maio 1858, ela sobreviveu aos desafios do início da colonização e aos tempos atuais.

— No começo, guiados por visionários como Ottokar Doerfel e Eduard Trinks, os associados não tinham sequer um palco ou um teto para as apresentações de teatro. Mas usavam a criatividade e a força de vontade para montar peças em cima de cavaletes — conta o presidente.

Assim como a Harmonia-Lyra, Cauduro afirma que por todo o Estado existem instituições e elementos que remetem à presença germânica ao longo de quase dois séculos, ajudando a compreender por que Santa Catarina chegou ao século 21 como o melhor Estado para se viver no País.

Deixe seu comentário:

publicidade