nsc
    an

    Greve Nacional

    Sindicatos e trabalhadores vão aderir à greve nacional nesta sexta em Joinville

    Dois atos estão marcados para às 9 e 14 horas na praça da Bandeira, no Centro da cidade

    28/06/2017 - 17h10 - Atualizada em: 29/06/2017 - 05h50

    Compartilhe

    Por Redação NSC

    Último ato aconteceu em 27 de abril na praça da Bandeira Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

    Joinville vai participar da mobilização nacional contra as reformas trabalhista e da previdência do presidente Michel Temer (PMDB) nesta sexta-feira. Dois atos estão marcados para às 9 e 14 horas na praça da Bandeira, no Centro da cidade.

    Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br

    O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville (Sinsej) convocou uma greve geral com ato marcado para o período da manhã. Apenas os serviços essenciais serão mantidos e os demais servidores participarão da mobilização, que contará com atividades durante todo o dia na praça.

    A União Sindical de Joinville também chamou os trabalhadores para a greve e tem ato marcado para às 14 horas, com previsão de uma passeata em seguida. Está prevista a participação de trabalhadores de cidades da região, como Jaraguá do Sul, São Bento do Sul e Mafra.

    Segundo o coordenador da União Sindical, Lourival Pisetta, a ideia do protesto é sensibilizar, provocar e pressionar o capital selvagem para que seja repensado o que está acontecendo no Brasil e o apoio ao governo. Este é o terceiro ato do ano contra as reformas.

    De acordo com Pisetta, há a consciência de que os trabalhadores da área privada de Joinville ainda não têm uma conscientização para aderir a uma efetiva greve.

    — Há um descontentamento generalizado, de quase 100% dos nossos trabalhadores, mas isso fica no inconformismo. É isso que será expressado no ato público desta sexta — afirma.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas