nsc
    an

    Cidade

    Subprefeituras de Joinville passam a emitir carteiras de identidade

    Serviço, disponível desde a semana passada, teve de ser interrompido na distrital de Pirabeiraba por causa de pane no sistema

    24/10/2016 - 13h27 - Atualizada em: 24/10/2016 - 13h30

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Emeli Carolina Rigon realiza o atendimento na Subprefeitura Sudeste
    Emeli Carolina Rigon realiza o atendimento na Subprefeitura Sudeste
    (Foto: )

    Desde a semana passada, a Subprefeitura Distrital de Pirabeiraba e a da região Sudeste atendem a interessados em fazer a carteira de identidade em Joinville.

    O serviço é disponibilizado pelas subprefeituras numa parceria entre a Prefeitura de Joinville e Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por meio do Instituto-geral de Perícias (IGP).

    Leia as últimas notícias de Joinville e região

    O atendimento em Pirabeiraba, que tem o único ponto biométrico em funcionamento fora do IGP, iniciou-se na sexta-feira, mas passa por ajustes. Nesta segunda e terça-feira, não há atendimento para o serviço. Segundo o subprefeito Nelson Bansen, por causa de uma pane no sistema, apenas três documentos foram emitidos na sexta. Ele acredita que até esta quarta-feira o serviço esteja ajustado.

    Na região Sul, o atendimento é realizado na sede da Subprefeitura Sudeste, localizada na rua Fátima, 2.072, bairro Fátima. Na manhã desta segunda-feira, Cláudia Araújo de Souza foi com a filha Maisa Araujo de Lima fazer uma segunda via da sua documentação e a primeira da pequena de seis anos. Cláudia foi até o IGP na semana passada, onde a encaminharam para a subprefeitura. Ela afirma que está fazendo a segunda via porque o seu documento tem mais de dez anos e não foi aceito numa agência bancária.

    Subprefeitura de Pirabeiraba começa a emitir carteiras de trabalho

    A questão de o documento ter mais de dez anos, entretanto, não torna obrigatória uma nova emissão. Pelo menos é o que diz o subprefeito Vilderson Laureano. Ele conta que o movimento foi grande nos primeiros dias, mas a capacidade de atendimento é de apenas 20 pessoas por dia. Segundo Vilderson, a pessoa que precisa do documento tem que comparecer à subprefeitura para agendar o cadastramento. Este agendamento não pode ser feito por telefone.

    A primeira via do documento não precisa ser paga, mas para a segunda via uma taxa de R$ 32,74 é cobrada. Emeli Carolina Rigon, que realiza o cadastro na Subprefeitura Sudeste, diz que, mesmo em casos de roubo e furto, a taxa é cobrada - com exceção das pessoas com mais de 60 anos. Quem também tiver em mãos uma declaração de estado de pobreza também não paga.

    Para requerer a identidade, o interessado deve levar cópia da certidão de nascimento ou casamento e uma foto 3x4. Depois do requerimento, o documento é expedido e pode ser retirado na subprefeitura num prazo de 15 dias úteis.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas